‘Você brocha’ é uma questão de tempo ou de decisão

0

Na Folha Uol:

Você sofre, você envelhece, você prejudica, você infarta, você adoece, você brocha, você morre.

Autoridades de saúde advertem: essa é a nova mensagem que virá em breve para você, fumante; ou a quem planeja começar a fumar.

A mudança faz parte do novo modelo de advertência nos rótulos de cigarros e outros produtos derivados do tabaco no país.

A previsão é que as embalagens atualizadas desses produtos já comecem a circular em maio de 2018, quando a resolução entra em vigor.

As novas regras foram definidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que regula o setor, e publicadas nesta sexta-feira (15) no Diário Oficial da União.

Na prática, em vez do tradicional fundo preto que fica na parte de trás da embalagem, o consumidor deve se deparar agora com um fundo amarelo, com mensagens em letras pretas e vermelhas.

O tipo de imagem e recado conjunto também muda. Em vez das palavras que representam o problema retratado, como “impotência”, o novo modelo traz um aviso: “Você brocha”, por exemplo. Em seguida, vem a mensagem: “Esse produto causa impotência sexual”.

VOCÊ, FUMANTE

O objetivo é reforçar o alerta sobre os danos à saúde gerados pelo cigarro -cerca de 15% da população brasileira adulta é fumante, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde, do IBGE.

Ao todo, a proposta é composta por nove novas imagens, as quais devem ocupar 100% da face oposta à frente da embalagem. Os temas das imagens são: câncer de boca, cegueira, envelhecimento, fumante passivo, impotência sexual, infarto, trombose e gangrena morte e parto prematuro.

Os alertas laterais e na frente do rótulo, porém, também mudam –caso da inserção de um novo modelo gráfico para a mensagem de proibição da venda para menores de 18 anos, a qual deve ocorrer em fundo vermelho, e do alerta de “Perigo: produto tóxico”, que deve anteceder a mensagem que fica na lateral sobre a presença de substâncias tóxicas.

Segundo o diretor-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, a ideia de novo modelo é trazer mais visibilidade aos alertas e uma comunicação mais direta com o consumidor, em uma tentativa de reduzir o consumo.

COMENTAR

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui