Corregedoria Nacional do MPF manda falastrão da Lava Jato calar a boca!

0
Carlos Fernando dos Santos Lima foi advertido pelo CNMP para se abster de militância nas redes sociais. FOTO RODOLFO BUHRER / ESTADAO

Membro auxiliar da Corregedoria Nacional do Ministério Público aconselha procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima a ‘se abster de emitir juízos de valor, por meio de redes sociais’

Estadão / Fausto Macedo:

Manifestação à Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público recomenda que o decano da Operação Lava Jato, procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, deve ‘se abster de emitir juízos de valor, por meio de redes sociais e na esfera privada, em relação a políticos, partidos e pessoas investigadas e/ou acusadas pela referida força-tarefa’.

(…)

Os advogados do petista atribuíram ao procurador ‘descumprimento dos deveres funcionais previstos no artigo 236, caput, incisos VIII, IX e X, da Lei Complementar 75/93 (Lei Orgânica do Ministério Público)’ e a ele imputaram, mediante utilização de página pessoal no Facebook, ‘quebra de decoro e violação à honra e à imagem do ex-presidente’.

(…)

Na manifestação, o promotor de Justiça Lucas Danilo Vaz Costa Júnior Promotor de Justiça, membro auxiliar da Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público, propôs. “Recomendar ao reclamado (Carlos Lima), especialmente considerando sua condição e visibilidade como integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato, que se abstenha de emitir juízos de valor, por meio de redes sociais e na esfera privada, em relação a políticos, partidos políticos e pessoas investigadas e/ou acusadas pela referida força-tarefa, fundamentalmente em ordem a preservar a integridade, a solidez, a isenção e a credibilidade como valores reitores no escorreito exercício das funções ministeriais.”

Leia, na íntegra, a manifestação da Corregedoria Nacional do MPF:

CNMP Manda Carlos Fernando se abster de militância no Facebook

COMENTAR

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui