Sábado, 20 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 12 de Maio de 2021, 07:37 - A | A

12 de Maio de 2021, 07h:37 - A | A

POLÍTICA / CASO CARAMURU

Por que o MP demora tanto na investigação dos casos que envolvem o prefeito de Cuiabá?

No meio jurídico e nos bastidores da política são fortes as suspeitas de que o MPE estaria sendo conivente com Emanuel Pinheiro e benevolente nas investigações.

Edésio Adorno
Tangará da Serra



Denunciado por Wilson Santos na campanha de 2016, até hoje nenhum cuiabano ou cidadão desse estado entende porque as investigações contra o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, andam sempre a passos de tartaruga com duas patas quebradas dentro do Ministério Público Estadual.  

Wilson apresentou documentos que comprovariam que Emanuel Pinheiro teria facilitado a concessão de benefícios fiscais à empresa Caramuru em troca de propina, no valor de R$ 4 milhões depositados em contas bancárias de parentes.   Mas pasmem, somente em setembro de    

Denunciado por Wilson Santos na campanha de 2016, até hoje nenhum cuiabano ou cidadão desse estado entende porque as investigações contra o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, andam sempre a passos de tartaruga com duas patas quebradas dentro do Ministério Público Estadual.  

Wilson apresentou documentos que comprovariam que Emanuel Pinheiro teria facilitado a concessão de benefícios fiscais à empresa Caramuru em troca de propina, no valor de R$ 4 milhões depositados em contas bancárias de parentes.  

Mas pasmem, somente em setembro de 2020, ou seja, 4 anos depois, é que o Ministério Público passou a investigar. Ficou “aguardando” a Delegacia Fazendária “solicitar a ajuda”.  

A investigação está em segredo, lógico e óbvio, ninguém sabe o que está sendo feito. E a pergunta que fica é: Será que vamos esperar mais quatro anos para que a investigação seja concluída?  Só há uma certeza: depois de quatro anos, todo morador de Cuiabá tem um nariz de palhaço pendurado no meio da cara.  

E fica a pergunta no ar: MPE é incompetente ou conivente?

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT