Sábado, 22 de Junho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 09 de Julho de 2020, 09:20 - A | A

09 de Julho de 2020, 09h:20 - A | A

POLÍTICA / Fake news no Whatsapp

Aliado de Junqueira diz que juiz apoiou repasse de UTIs para regulação do Estado

EDÉSIO ADORNO
Redação



O administrador do grupo de Whatsapp TGA Agora, Amauri Blanco, exagerou na defesa da gestão do prefeito Fábio Martins Junqueira. No afã de criticar o deputado João Matos (MDB), acabou por afrontar afronta o judiciário e cometer uma grande leviandade contra o juiz Francisco Ney Gaíva.  

Sem medir as consequências de suas afirmações, Blanco escreveu que os leitos de UTI do Hospital Municipal foram repassados para a regulação do Estado com o apoio da justiça, o que é grotesca mentira. O magistrado apenas determinou que esse leitos fossem colocados em funcionamento para atender pacientes covid-19.  

Ademais, se os leitos de UTI são habilitados pelos Governo Federal e Estadual, obviamente que entram na regulação do Estado, até porque o SUS é universal. Caso o prefeito queira ele próprio regular esses leitos e disponibilizá-los apenas para a população de Tangará da Serra, então que todas as despesas seja custeadas com recursos do município.

O Governo do Estado paga R$ 1.300,00 pela diária de leitos de UTI nos hospitais Santa Ângela e das Clínicas, inclusive com insumos.

Junqueira contratou a Famvag a um custo da diária por leito de UTI, sem insumos, de R$ 2 mil reais. O Ministério da Saúde (MS) paga R$ 1.600,00 pela diária de cada leito e o governo do estado complementa com mais R$ 400,00. O valor global do contrato com a Famvag é de R$ 3.520.000,00.  

Outra fake news de Blanco: não é verdade que o prefeito montou e mantém a UTI com recursos próprios. Aliás, os governos federal e estadual repassam verba grossa para Tangará da Serra.

Para se ter uma noção, de janeiro a junho de 2020, a Secretaria Estadual de Saúde já efetivou o repassou R$ 9.812.420,04 para a Secretaria Municipal de Saúde. O Governo Federal já injetou nas contas da prefeitura no mesmo período R$ 13.777.863,05.  

Somando Estado e União, Tangará da Serra já recebeu, neste ano de 2020, de repasses da ordem  R$ 23.590.283,45.

Com essa montanha de dinheiro em conta, se existe algum problema na saúde pública, esse problema se chama falta de gestão.    

image

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT