Domingo, 14 de Julho de 2024

POLÍTICA Sábado, 10 de Abril de 2021, 08:32 - A | A

10 de Abril de 2021, 08h:32 - A | A

POLÍTICA / CORTOU TETA

Prefeito de Barra do Bugres reduz de R$ 350 para 30 mil gastos com limpeza urbana

Edésio Adorno
Tangará da Serra



Prefeito reduz de R$ 350 para 30 mil gastos com limpeza   O prefeito de Barra do Bugres, Dr Divino Henrique (PDT), despertou a fúria e provocou reação indignada de uma casta de privilegiada que sempre levou vida de fartura, luxo e opulência regada a dinheiro público.

Em gestões anteriores a coisa era tão escrachada que apenas com o serviço de limpeza urbana a prefeitura torrava algo em torno de R$ 350 mil ao mês.

Na administração Henrique, o mesmo serviço está sendo realizado a um custo de parcos R$ 30 mil. Ou seja, com economia de quase 90%.

O salário dos servidores está sendo pago no dia 26 de cada mês. Atraso, nem pensar.

O prefeito Divino trata com zelo o dinheiro do contribuinte. Boquinha na gestão, privilégios a apaniguados políticos e tetas gordas são coisas do passado.

“Economizando, sobra dinheiro para investimentos em obras e serviços de interesse da comunidade. Já compramos duas ambulâncias para atender a população e um micro-ônibus para transportar os portadores de doença renal para fazer hemodiálise em Cuiabá”, afirmou o gestor.

O prefeito destacou ainda que abriu licitação para comprar uma retroescavadeira, reorganizou o lixão, disciplinou o serviço de recebimento de lixo e trocou os filtros do sistema de captação de água e fez uma reforma completa na ETA.

“Agora, a água que chega nas torneiras das residências de Barra do Bugres tem qualidade e água com qualidade é o primeiro passo na preservação da saúde e do bem-estar da população”, comentou o prefeito, que é médico e, portanto, fala com conhecimento de causa.

A prefeitura reassumiu o Hospital Municipal e determinou sua reforma para melhor atender a população e oferecer condições dignas de trabalho aos profissionais da saúde pública. As obras de reforma, se executadas pelo 'metodo' tradicional, custariam algo em torno de R$ 1,2 milhão aos cofres do municipio. O prefeito Divino fez contratação direita, o que vai resultar em economia de algo próximo de 70% no custo total da obra.  

Tudo isso já aconteceu em apenas 100 dias de governo. Não é grande coisa, mas o suficiente para despertar a ira de uma turma que sempre se fartou com o dinheiro público. Agora, desmamada ataca a gestão, dissemina Fake News e tentar arrastar o prefeito Divino Henrique para o terreno movediço da política e torná-lo igual a seus antecessessores.

 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT