Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍCIA Domingo, 14 de Março de 2021, 10:13 - A | A

14 de Março de 2021, 10h:13 - A | A

POLÍCIA / AÇÃO POLICIAL

Operação Policial prende quatro pessoas e apreende R$ 30 mil de facção que aterrorizava moradores

Da Redação



A Polícia Civil de Lucas do Rio Verde coordenou na manhã deste sábado (13), a Operação Libertas para cumprimento de mandados judiciais relacionados à investigação sobre a atuação de uma facção criminosa que age no bairro Téssele Junior ameaçando, coagindo e aterrorizando moradores. Quatro pessoas foram presas em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e de munições. Foram apreendidos em torno de R$ 30 mil, além de entorpecentes, armas e munições.  

A operação contou com a participação da Polícia Militar e Polícia Penal de Lucas do Rio Verde, Ministério Público Estadual e equipes das Delegacias de Nova Mutum e Diamantino, envolvendo um efetivo de 40 profissionais para cumprimento de sete mandados de busca e apreensão decretados pela 4ª Vara Criminal de Lucas do Rio Verde.

O delegado de Lucas do Rio Verde, Marcello Henrique Maidame, reforça que o objetivo da operação é dar uma resposta do Estado ao município, especialmente aos moradores do bairro Luiz Carlos Téssele Jr, que convivem com as ameaças e coações praticadas pela facção criminosa, sendo hostilizados em suas próprias residências. Integrantes do Ministério Público Estadual, os promotores Saulo Martins e Osvaldo Moleiro Neto, acompanharam as ações.

O delegado de Diamantino, Gilson Silveira, também participou da operação com equipes da PJC. Alvos da operação Investigações realizadas pela Delegacia de Lucas do Rio Verde identificaram sete alvos envolvidos em atos de intimidação, coação e ameaças a moradores para que pudessem agir livremente nas atividades criminosas do tráfico de drogas no bairro Téssele Jr. De acordo com o delegado Marcello Maidame, a facção criminosa fez apologias ao crime, com pichações em muros de casas, inclusive com ameaças aos integrantes das polícias.

“Os criminosos identificados agiam com intimidações retirando o direito de ir e vir dos moradores e a intenção de todo o trabalho integrado é resgatar os direitos individuais dos moradores e da cidade também, afinal a organização criminosa agindo desta forma no bairro, estende esse perigo ao município”, argumentou o delegado.  

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT