Terça-feira, 16 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2021, 17:01 - A | A

17 de Fevereiro de 2021, 17h:01 - A | A

POLÍTICA / PRISÃO ILEGAL

Barbudo detona Moraes; “é arbitrária a prisão de deputado que criticou ministros do STF”

Edésio Adorno
Tangará da Serra



O deputado bolsonarista Nelson Barbudo reagiu contrário a prisão do colega parlamentar Daniel Silveira (PSL-RJ), na noite da última terça-feira, por ordem do ministro Alexandre de Moraes.

Silveira é acusado de promover ataques ao Supremo Tribunal Federal, criar animosidade entre as instituições e patrocinar atos antidemocráticos.  

Na tarde desta quarta-feira, os ministros do STF referendaram, por unanimidade, o decreto de prisão expedido pelo ministro Moraes. A Câmara dos Deputados deve decidir se mantém ou revoga a prisão de Silveira.  

O deputado Nelson Barbudo já antecipou sua posição ele vota pela revogação da prisão do colega parlamentar.

Ao site Repórter MT, o parlamentar bolsonarista declarou que o ministro do STF, Alexandre de Moraes, que determinou a prisão, agiu de forma precipitada e arbitrária.  

Para mim isso daí é totalmente à revelia da lei. O ministro tem dado demonstrações de arbitrariedade. Esse mesmo ministro já fez o Bolsonaro exonerar o delegado da Polícia Federal, que era prerrogativa do presidente. Eu acho que ele está agindo à revelia da lei e isso vai dar algum problema para ele, eu acredito que ele vai responder por isso”, disse Barbudo a reportagem do Repórter MT.

Juristas e até parlamentares de oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro questionam os fundamentos usados pelo ministro Alexandre de Moraes para decretar a prisão do deputado Daniel Silveira.

"Considerar em estado de flagrante enquanto um vídeo, uma foto ou mensagem esteja em circulação nas redes sociais é um precedente extremamente perigoso", avalia um jurista ouvido pelo UOL Notícias.

"Condenamos a atitude do deputado Daniel, mas daí a concordar com sua prisão, mesmo tendo imunidade parlamentar, nas circunstâncias em que foi decretada pelo ministro Alexandre, vai uma distância enorme", emendou um deputado de oposição

 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT