Domingo, 14 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 26 de Junho de 2024, 08:07 - A | A

26 de Junho de 2024, 08h:07 - A | A

POLÍTICA / CAMPO NOVO RUMO ÀS URNAS

Dalmo deixa grupo de Piaia em meio a suspeitas de corrupção na Saúde

Ex-secretário de Saúde abandona coligação após revelações de irregularidades e tentativa frustrada de manter vaga de vice

Da Redação
A Bronca Popular



Dalmo Thomazzi postou um vídeo em suas redes sociais na manhã desta quarta-feira (26) para informar que não faz mais parte do time do pré-candidato a prefeito Edilson Piaia (PL). Ele alegou que havia um compromisso verbal para que ele ocupasse a vaga de vice, mas que esse compromisso foi rompido. “Não fazemos mais parte desse grupo de coronéis que se intitulam donos da cidade”, afirmou.

O que Dalmo não mencionou é que ele foi informado sobre uma movimentação na Câmara de Vereadores para abrir uma Comissão Parlamentar de Investigação (CPI) para apurar supostas denúncias de graves irregularidades na saúde durante o período em que esteve à frente da pasta.

O site MT Alerta publicou, na edição do último dia 23 de junho, que:

Um dossiê contendo suspeitas de graves irregularidades na Secretaria de Saúde de Campo Novo do Parecis teria chegado às mãos de figuras influentes da política e autoridades do município.

Uma fonte confidenciou à reportagem que vereadores, inclusive da base do prefeito Rafael Machado (UB), ficaram estarrecidos com as informações apuradas por alguém que teve acesso a dezenas de processos de compra de medicamentos, aparelhos, contratação de serviços, entre outras aquisições consideradas suspeitas.

Há uma tendência no Legislativo de abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as contas da Saúde no período entre 2020 e 2024. Se prosperar, pode haver um grande escândalo.

Quem tem culpa no cartório deve se preparar.

Dalmo teria sido informado sobre o teor das denúncias que pesam contra sua gestão na saúde.

Como resposta, ele tentou pressionar Piaia, exigindo que seu nome fosse mantido na chapa majoritária.

Não sendo atendido em seu pleito, deixou o grupo, gravou um vídeo e lançou uma cortina de fumaça para esconder o verdadeiro motivo pelo qual perdeu a vaga de vice na chapa de Edilson Piaia.

A pergunta que fica é: Dalmo tem força suficiente para retirar o PP da coligação de Piaia? A resposta é não.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT