Domingo, 16 de Junho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2020, 22:09 - A | A

Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2020, 22h:09 - A | A

INELEGÍVEL

Ministro do TSE vota pela rejeição de recurso de Inês Coelho e Torixoréu deve ter nova eleição

Esse desfecho era previsível e os eleitores de Torixoréu foram alertados por várias matérias deste site

Edésio Adorno
Cuiabá

A prefeita reeleita de Torixoréu, Inês Coelho (DEM), teve o registro de sua candidatura indeferido pelo juiz da 9º Zona Eleitoral de Barra do Garças, Douglas Bernardes Romão.  

O magistrado acatou parecer do Ministério Público Eleitoral, que sustentou que Inês seria inelegível porque a legislação impede que um candidato dispute três mandatos consecutivos pelo mesmo grupo familiar.  

Insatisfeita com a decisão, Coelho recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), onde sofreu nova derrota. Como o direito de esperneio tem garantia constitucional, Inês Coelho não se deu por vencida. Sua defesa técnica apelou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  

Inês Torixoréu.jpg

 

Na Corte Superior Eleitoral, o ministro Luís Felipe Salomão foi sorteado relator do recurso e já prolatou seu voto contrário ao registro da candidatura de Inês Coelho.  

A tendência é os demais ministros acompanharem o voto do relator e também votarem pelo não provimento do recurso da prefeita reeleita. Em se confirmando essa tendência, morrem as esperanças da esposa de Odoni Mesquita de ser empossada no dia 1º de janeiro de 2021 para mais um mandato a frente da prefeitura de Torixoréu.  

Uma nova eleição deve ser convocada. Até que o pleito suplementar seja realizado, o futuro presidente da Câmara de Vereadores assume a comando da prefeitura.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT