Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA Sábado, 19 de Junho de 2021, 08:41 - A | A

19 de Junho de 2021, 08h:41 - A | A

POLÍTICA / ELEIÇÕES 2022

Pré-candidato a deputado estadual, Junqueira volta a defender locação prédio do HMC pela prefeitura

Em abril de 2020, o então prefeito Fábio Junqueira contratou por R$ 480 mil pelo período de 6 meses a locação do prédio do HMC

Edésio Adorno
Tangará da Serra



Firme no propósito de disputar uma cadeira na ALMT, no pleito de 2022, o ex-prefeito Fábio Martins Junqueira (MDB) e seus acólitos tentam ganhar os holofotes com críticas, por enquanto veladas e sub-repticias, contra a gestão do prefeito Vander Masson (PSDB). Ontem, Amauri, um Cervo a serviço de Fábio, postou uma fake news para colocar em dúvida a construção do Hospital Regional de Tangará da Serra pelo governador Mauro Mendes, com o empenho de Masson e dos deputados Dr João e Paulo Araújo.

Na mesma linha de crítica a saúde pública e de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus pelo prefeito Vander, Junqueira foi as redes sociais relembrar que durante sua gestão ele contratou a locação do prédio do antigo Hospital e Maternidade Clinica da Criança para atender pacientes não covid-19. A estrutura do Hospital Municipal foi destinada exclusivamente para pacientes covid-19.

O prédio do HMC foi locado pelo preço de R$ 160 mil mensal. Esse contrato custou quase R$ 500 mil aos cofres do municipio. Junqueira e alguns de seus antigos colaboradores insistem na tecla: cobram que o prefeito Vander injete algo proximo de R$ 1 milhão por ano na locação do prédio do Hospital e Maternidade da Criança. As razões formais para tanto seriam a "preocupação com a saúde pública e o bom combate ao avanço da covid-19 na cidade". Será mesmo?

No Facebook, Junqueira escreveu:

Uma das principais medidas que adotamos no que diz respeito ao enfrentamento à Covid-19 no último ano de nossa gestão foi a destinação do Hospital Municipal que construímos com recursos próprios do Município para atendimento exclusivo dos casos confirmados de contágio pelo vírus e a locação do Hospital Clínica da Criança para suprir os atendimentos cotidianos que eram feitos pelo nosso hospital.  

Dessa forma, passamos a ter duas estruturas distintas. Uma exclusiva para atendimento aos pacientes com Covid e a outra para os pacientes que necessitavam de demais atendimentos, ampliando assim a capacidade de atendimento da Rede Municipal de Saúde à população de Tangará da Serra.  

Não tínhamos uma receita pronta para enfrentar um vírus que do nada surgiu e de repente ceifou vidas e desde então nos privou de tanta coisa. Mas não hesitamos em proceder com a locação de uma estrutura necessária, composta na ocasião por 52 leitos, permitindo que toda a estrutura do Hospital Municipal fosse destinada para os casos confirmados de Coronavírus. 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT