Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 07 de Dezembro de 2020, 14:59 - A | A

Segunda-feira, 07 de Dezembro de 2020, 14h:59 - A | A

DESCASO NA SAÚDE

Vereador eleito e dezenas de outras pessoas com suspeita de covid-19 aguardam na fila por atendimento

Edésio Adorno
Tangará da Serra

O descalabro no abastecimento de água a população tangaraense já é de amplo conhecimento nacional. O que nem todos sabem é que a saúde pública também enfrenta grave e aguda crise de gestão.

No último dia 21 de outubro, a Medicar Emergências Médicas Campinas Ltda dividiu com a empresa de Tangará da Serra Vida & Saúde Sociedade Médica (Hospital das Clínicas) uma licitação de milionária para prestação de serviços de gerenciamento técnico no fornecimento de recursos humanos especializados para o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva e Leitos Clínicos de enfermaria exclusivos para covid 19 nas despendencias do Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito

No apagar das luzes da gestão Junqueira, essas duas empresas vão embolsar algo superior a R$ 5 milhões para supostamente ofertar tratamento de qualidade a pacientes covid-19. Elas venceram um certame licitatorio absolutamente questionável.

Davi na Ura.JPG

Davi Oliveira almoça na fila de atendimento da URA depois de cinco horas de espera e sem previsão de atendimento

O reflexo disso ou da falta de gestão na saúde pública do municipio está na área externa do hospital municipal, onde dezenas de pessoas com sintomas da covid-19 esperam por atendimento médico desde as primeiras horas desta segunda-feira. Entre elas, o vereador eleito Davi Oliveira (PSB). Ele chegou ao hospital por volta das 1030min e até agora não foi atendido.

"Estou na URA desde as 10:30 e até agora não fomos atendidos. A situação da nossa saúde em Tangará da Serra está precária. Vim passar por um médico e nem a triagem aconteceu, quase 05 horas esperando e nada de atendimento",  relatou Oliveira a nossa reportagem. 

Assim como tantos outros pacientes com suspeita de covid-19 na porta da URA, Davi Oliveira teve que almoçar na fila de espera. "Minhas irmãs providenciaram nosso almoço. Amigos e parentes de outras pessoas que aqui estão também trouxeram comida. Se não fosse essa ajuda, a situação seria ainda mais insuportável", completou o vereador

Nossa reportagem não conseguiu contato com a secretaria de Saúde. A ordem por lá, segundo disse um servidor de carreira, é não informar nada. Apenas o prefeito pode opinar sobre qualquer questão da saúde. 

Comente esta notícia

Prof.Carlos 07/12/2020

Uma PROF. amiga minha esteve lá com sintomas de COVID chegou cedo e saiu a noite quando conseguiu ser atendida.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT