Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 16 de Março de 2020, 12:26 - A | A

Segunda-feira, 16 de Março de 2020, 12h:26 - A | A

O desagregador

Com filiação de Quintão, começa debandada no PSL: Ximenes e Figueiró já se desfiliaram

EDÉSIO ADORNO
Tangará da Serra

A filiação do vereador Ronaldo Quintão ao PSL não está sendo bem recebida, como adiantou a Bronca Popular aqui. Nesta segunda-feira, por mensagem de Whatsaap o jornalista Marcos Figueiró confirmou que está mesmo saindo do PSL como reação a filiação de Quintão. Sem entrar em detalhes, disse que torce pelo sucesso dos amigos que optarem por permanecer no partido de Bivar.
 
“Só queria esclarecer que eu já não estou no PSL, Edésio. Eu deixei o partido esses dias”, afirmou, confirmando que não concorda com o projeto político de Quintão. “Não vou ajudar o Ronaldo [Quintão] de maneira nenhuma. Não quero contribuir para esse projeto que, em minha opinião, tem intenções obscuras”.

Questionado sobre as razões para não concordar com Quintão, Marcos citou como exemplo a decisão de Ronaldo de não abrir ao menos uma CEI para investigar recentes denúncias contra o prefeito Fábio Martins Junqueira. Sobre a avaliação de que a presença de Quintão atrapalha o projeto do PSL de eleger uma “cara nova” para a Câmara, Marcos não quis comentar.

“Cara, eu não quero entrar em detalhes, sobre essa questão da chapa para vereador. O que posso dizer sobre o PSL? Só posso dizer que ali ficam grandes amigos. Como eu disse ao Caio Garcia, são pessoas do bem, e pessoas do bem em algum momento estarão juntas defendendo as mesmas coisas”.

Segundo Figueiró, o professor André Ximenes também deixou o PSL, após uma conversa em que a filiação de Quintão foi tema principal. “Eu não vou convidar ninguém do PSL para nos acompanhar, em respeito aos amigos que tenho na direção do partido. Mas, quem nos procurar, ouvirá as razões que nos levaram a deixar o partido e tomará sua decisão por conta própria”, explica.

Tanto Figueiró, quanto Professor Ximenes são pré-candidatos a vereador e têm até o fim deste mês para se filiarem a algum partido. Até lá, seguem no projeto de criação do Aliança Pelo Brasil e na campanha pela eleição da senadora apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro, a coronel Fernanda.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT