Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 06 de Outubro de 2020, 16:39 - A | A

Terça-feira, 06 de Outubro de 2020, 16h:39 - A | A

FALA INFELIZ

Marqueteiro de delegado candidato diz que Alta Floresta é uma ‘corrutela’ e revolta internautas

Edésio Adorno
Cuiabá

O que era para ser uma declaração de apoio ao delegado candidato a prefeito de Alta Floresta, Vinicius Nazário de Assis (Podemos), teve efeito contrário, repercutiu muito mal nas redes sociais e deixou muita gente aborrecida.  

No afã de manifestar apoio a Vinicius, um de seus marqueteiros, o radialista Caio Calado, simula uma chegada de surpresa a um ambiente parecido com escritório e exclama: “olha, quem eu encontro aqui? Dr. Vinicius!”.  

Um pouco atrasado, o delegado deixa escapar a encenação do ato. Mas se levanta de uma poltrona, dá uma braço afetuoso no “velho amigo” e pergunta: “Estamos Juntos?” Claro, estão juntos e misturados!  

Na sequência das imagens, Calado perde a oportunidade de fazer jus ao nome e abre a boca em um monologo. “Durante oito anos eu tive um programa na rádio e bati muito nessa questão da mudança, que Alta Floresta não pode ser uma corrutela; que Alta Floresta precisa de um representante que respeite a família (...)”.  

O vídeo ferveu nas redes sociais e uma avalanche de comentários emergiu em protesto a infeliz fala de quem deveria permanecer calado em respeito a história de Alta Floresta. O radialista, marqueteiro ou simples apoiador de Vinicius pode não entender o significado das palavras, mas deveria conhecer, valorizar e respeitar a heroica história dos pioneiros de Alta Floresta.  

Se Calado tivesse consultado o Dicionário Online, teria descoberto que o substantivo corrutela significa “pequenos povoados longe dos centros regionais, espécies de vilas, lugarejos, que davam e dão apoio aos viajantes, tropeiros ou romeiros, em algumas regiões desabitadas do pais”.

História  

Alta Floresta surgiu nos anos de 1976, graças a ousadia, coragem e determinação de seu fundador, Ariosto da Riva, conhecido nacionalmente como o último bandeirante dos tempos modernos. A ocupação desse até então imenso vazio demográfico em plena Floresta Amazônica foi uma epopeia de sangue, sacrifício, morte, dor e superação.  

A descoberta do minério de ouro acelerou o adensamento populacional da jovem cidade que, repita-se: foi construída com o sangue, suor e bravura de seus primeiros habitantes. Atualmente, Alta Floresta, além de ser dona um formidável mosaico de belezas naturais, possui um dos maiores rebanhos de bovinos do Estado, sem falar na força do comércio e da prestação de serviços.  

Alta Floresta é a cidade mãe de todos os municípios de seu entorno. É um polo regional de desenvolvimento. Claro, a cidade tem problemas e, como todas, enfrentam dificuldades. Isso, no entanto, não faz dessa cidade rica, prospera e fadada ao crescimento uma simples corrutela, como pretende o desavisado e desinformado marqueteiro do delegado candidato a prefeito Vinicius Nazário.  

E para concluir: todos os prefeitos que passaram pelo comando da administração municipal, diferente do dito pelo radialista Caio Calado, respeitaram a família, seus valores, costumes e tradições. Uns fizeram mais; outros, menos. Mas cada um prestou sua contribuição ao desenvolvimento de Alta Floresta, cidade orgulho de Mato Grosso.  

Se o delegado for eleito prefeito, ele também dará sua contribuição e entrará para a história. Calado, se não quiser faz jus ao nome, aprenda uma lição: quem ignora o passado não consegue planejar o futuro.

NR: O vídeo com a fala infeliz de Caio calado circula nas redes sociais com a logomarca de campanha do delegado Vinicius, o que faz presumir que ele concorda que a cidade seria apenas uma corrutela. 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT