Domingo, 14 de Julho de 2024

POLÍTICA Domingo, 07 de Março de 2021, 10:30 - A | A

07 de Março de 2021, 10h:30 - A | A

POLÍTICA / FIQUE SABENDO

“Vacinados devem manter medidas de proteção até que a maioria da população esteja vacinada”, diz Butantan

Da Redação



Em nota publicada em sua página na inernet, o Instituto Butatan recomenda que pessoas vacinadas sigam as regras de distanciamento fisico, faça uso de máscara e evite aglomeração até que a maior parte da população esteja imunizada.

Leia na integra:

Com o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, muitas pessoas já estão ansiosas para voltar à normalidade e fazendo planos para depois de tomar a vacina. Porém, a rotina não voltará ao normal logo após a imunização. Será preciso ter um pouco mais de paciência antes de abandonar o uso de máscaras e a quarentena.

Após tomar as duas doses da vacina, ainda é necessário esperar pelo menos 15 dias para que ela atinja a eficácia esperada. E, para voltar à normalidade, boa parte da população precisa já ter sido imunizada. Isso porque o mecanismo de funcionamento de uma vacina consiste na introdução de uma partícula chamada de antígeno, que produz uma resposta imunológica no corpo.

O antígeno faz com que o corpo seja capaz de reconhecer o vírus e produzir anticorpos. Caso o corpo entre em contato com o vírus no futuro, já terá a memória para combatê-lo e conseguirá enfrentá-lo de maneira eficiente. Por isso, ao tomar as duas doses da vacina, você só estará protegido depois de algumas semanas.

A orientação é que as pessoas vacinadas mantenham as medidas de proteção até que a maior parte da população esteja vacinada, o que deve demorar algum tempo. Só então será possível atingir a chamada "imunidade de rebanho". Enquanto esse estágio não for alcançado, não há garantia de que as pessoas vacinadas não possam ser vetores da doença.

Usar máscaras e manter o isolamento social será importante tanto para você se proteger, caso seja parte da minoria das pessoas em que a vacina não gerará efeito imunizante, quanto para proteger outras pessoas.

TANGARÁ DA SERRA

A secretária de Saúde de Tangará da Serra, fisioterapeuta Gicelly Maria Lorenzi Zanatta Sousa e a coordenadora da Vigilância Epidemiológico, Juliana Herrero, adotam entendimento diferente dos especialistas do secular Instituto Butantan. Tanto que ao final da vacinação realizada ontem (sábado), no estacionamento da Havan, elas autorizaram e participaram de um ato de aglomeração com servidores da saúde e até com agentes de trânsito. Para justificar o evento, as doutoras compartilharam um texto nas redes sociais com a informação de que todos já foram vacinados e que portanto estariam imunes a covid-19

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT