Sexta-feira, 21 de Junho de 2024

VARIEDADES Sábado, 15 de Agosto de 2020, 13:53 - A | A

15 de Agosto de 2020, 13h:53 - A | A

VARIEDADES / Lixo Zero

Projeto Bem Viver desenvolve ação Tangará Sustentável de conscientização ao aproveitamento do lixo

Edésio Adorno
Tangará da Serra



A produção e destinação do lixo tem sido um grande desafio das cidades, sejam elas pequenas, médias ou de grande porte. Boa parte do lixo que a sociedade produz entope bueiros, causa alagamento, tragédias urbanas. Outra parte é levada pela enxurrada para os leitos dos rios e o que sobra é dispensado nos aterros sanitários.    

O que muita gente não sabe é que o lixo, devido a sua importância social e econômica, nem deveria ter esse nome.  O lixo gera luxo, emprego, renda, alimento, renovação da vida e oportunidade de ascensão social.    

Com essa visão, a enfermeira Tânia Cristina Niclotte e a farmacêutica Giovana Fogliatto Marchioro, que dirigem o projeto Bem Viver, resolveram apostar no desenvolvimento de uma outra ação, que é o projeto Tangará Sustentável. O objetivo, segundo explicaram a nossa reportagem, é promover ações de educação ambiental, por meio de vídeos educativos, Lives com profissionais da área, coleta de garrafas pet, embalagens cartonadas e de resíduos orgânicos.    

Foto: Projeto Bem Viver

bem viver 3.jpg

Camada de resíduos orgânicos da horta para colocar na leira da compostagem

Lixo Zero – Tânia Cristina e Giovana Fogliatto explicam que as garrafas pet e as embalagens tetra park são utilizadas na confecção de mudas de árvores e mudas de hortaliças. Segundo elas, os resíduos orgânicos coletados passam pelo processo de compostagem, que é um processo conhecido como reciclagem do lixo orgânico, por meio do qual, a matéria orgânica que seria descartada no lixo é transformada em adubo natural, que poderá ser usado em hortas, jardins e plantas.  

Embaixadoras - Reconhecidas por sua atuação em defesa do meio ambiente, as profissionais de Tânia Cristina Niclotte e Giovana Fogliatto Marchioro foram escolhidas como embaixadoras do Movimento Lixo Zero Brasil, que é filiada a Zero Waste International Alliance (ZWIA), que está presente nos Estados Unidos, Canadá e em diversos outros países mundo afora.    

Modestas, as embaixadoras do Lixo Zero Brasil sintetizam o motivo do engajamento a causa: “somos profissionais da saúde e mães preocupadas com as futuras gerações. Cuidando do meio ambiente conseguimos a prevenção de doenças e melhor qualidade de vida para todos”.    

Foto: Projeto Bem Viver

bem viver 1.jpg

Pontos de compostagens

Projeto piloto – A transformação de resíduos orgânicos em adubo já deu bons resultados. No Parque Tarumã, as idealizadoras do projeto estão coletando resíduos orgânicos nas residências da comunidade para realizar o trabalho de compostagem dentro de casa e em uma horta do bairro.    

Tânia e Giovana explicam que os resíduos orgânicos, que são casca de ovo, borra de café, talos de frutas e legumes, representam uma média de 50% dos resíduos que Tangará da Serra e outras cidades produzem.    

Foto: Projeto Bem Viver

bem viver 2.jpg

A compostagem pode ser realizada em vários tipos recipientes, pote de sorvete, garrafa pet, vaso compostor e baldes

“Muitos resíduos que podemos transformar em compostagem, essa compostagem em adubo e esse adubo as pessoas podem usar em uma horta ou comercializar para ganhar renda extra”. Desde sua implantação, em junho, o projeto já produziu aproximadamente 500 quilos de adubo natural por meio do aproveitamento de resíduos orgânicos.    

Contato – se você ficou interessado em saber mais sobre o projeto Tangará Sustentável, entre em contato com a Tânia pelo celular (65) 99922.2990. Fale com ela e aprenda a utilizar o material orgânico na produção de adubo natural, que pode ser usado em uma horta de fundo de quintal, no jardim de sua casa ou mesmo em uma planta. E lembre-se: cuidar do meio ambiente é obrigação de todos que nele vivem.  

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT