Sábado, 20 de Julho de 2024

BISTURI Quarta-feira, 05 de Maio de 2021, 18:33 - A | A

05 de Maio de 2021, 18h:33 - A | A

BISTURI / SUSPEITO DE CORRUPÇÃO

Antenor é o 5º secretário de Pinheiro que toma cartão vermelho da justiça



A Operação Sinal Vermelho, deflagrada pela Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor), na manhã desta quarta-feira, que teve seu ápice na deposição de Antenor Figueiredo do cargo de secretário de Mobilidade Urbana de Cuiabá, evidencia com a clareza do sol cuiabano que os problemas, escândalos e barafundas que emergem da claudicante gestão do prefeito Emanuel Pinheiro não surgiram e nem terminaram com o afastamento por ordem judicial de cinco membros graduados de seu staff.  

Antes de Figueiredo, o tira entulho do judiciário já havia caçambado Huark Douglas (Saúde), Alex Vieira (Educação), Marcus Brito (PGM) e Luiz Antônio Possas de Carvalho (Saúde).  

A remoção desses ilustres cidadãos dos cargos estratégicos que ocupavam na prefeitura de Cuiabá não impediu o pipocar de novos casos de suposta corrupção. Conclui-se, por obviedade ululante, que o descalabro da gestão Pinheiro pode até ser potencializado por algum colaborador mão ligeira, mas o epicentro da coisa está localizado no 7º andar do Alencastro.  

Afastar secretários cumpridores de ordens e preservar o chefe é enxugar gelo. Não faz sentido combater efeitos sem atacar a causa. E a causa dos escândalos que sacodem o governo Emanuel Pinheiro é o próprio Emanuel Pinheiro.

Disso todo mundo está careca de saber, apenas os órgãos de controle externo ainda não perceberam essa verdade.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT