Terça-feira, 23 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 22 de Julho de 2020, 11:03 - A | A

22 de Julho de 2020, 11h:03 - A | A

POLÍTICA / Obra sem qualidade

Asfalto meia boca com dinheiro da Sudeco pode deflagrar ação do MPF, CGU e PF em Torixoréu

EDÉSIO ADORNO



Todo e qualquer cidadão sabe o significado de asfalto casca de ovo. O que leva um gestor público a realizar uma obra de pavimentação sem obedecer as normas técnicas também não é algo desconhecido para o conjunto da população. Obras mal feitas ou executadas com material de baixa qualidade, fora das especificações técnicas, geralmente são sangradas para alimentar a corrupção e encher o bolso de governantes que adoram um desvio de dinheiro público.  

Não é possível afirmar que o asfalto meia boca ou simplesmente casca de ovo que a prefeita de Torixoréu, Inês Coelho e seu plenipotenciário marido, Odoni Mesquita, estão realizando em algumas vias da cidade atenda essa finalidade, assim como também não é possível descartar essa hipótese. Mesquita é figurinha carimbada no submundo da malandragem política, já tendo inclusive sido levado ao xilindró da Polícia Federal por conta de atos de corrupção.  

Uma reportagem do site O Âncora escancara mais uma lambança da gestão Inês Coelho. Imagens de vídeo mostram com riqueza de detalhes que a pavimentação asfáltica concluída há pouco menos de 60 dias já precisa ser refeita em vários pontos. O engenheiro da UFMT, Rodrigo Azevedo, analisou as imagens e concluiu que a terraplanagem não foi bem feita. O expert afirmou ainda que a massa asfáltica não teve aderência a superfície por falta de liquidez do material betuminoso. Não colou a capa asfáltica ao pavimento.    

O fiscal do contrato já pode colocar a barba de molho e se preparar para prestar boas explicações aos agentes da PF. Não é crível que uma montanha de quase R$ 1,7 milhão de dinheiro público seja desmoronada e seus presepeiros saiam incólumes da ação dos órgão de controle externo.  

A matéria do Âncora deve subsidiar a ação do MPF, da CGU, do TCE, do TCU e, claro!, da Polícia Federal. Odoni já pode reforçar sua assessoria jurídica. Alguém terá que fiscalizar a qualidade dessa obra, responsabilizar os responsáveis e buscar o ressarcimento dos danos causados aos cofres públicos.

Assista o video do site O Âncora:

 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT