Sábado, 13 de Julho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 07 de Maio de 2021, 15:34 - A | A

07 de Maio de 2021, 15h:34 - A | A

POLÍTICA / MATANÇA NO RJ

“Bom policial mata por necessidade, não faz justiçamento ou execução”, diz Turin

Edésio Adorno
Tangará da Serra



O Promotor de Justiça do Ministério Público de MT, Roberto Aparecido Turin, comentou em um grupo de Whatsapp a operação policial realizada em Jacarezinho, Rio de Janeiro, que resultou na morte de 25 pessoas.

"Uma operação que resulta em tantas mortes tem que ser profundamente analisada e investigada, não se pode condenar antecipadamente os policiais, mas também não é o caso de simplesmente aplaudir sem uma análise minuciosa dos fatos", escreveu.

O menro do MPE destaca ainda que "policiais civis e militares que agindo no estrito cumprimento do dever e em legítima defesa acabam matando alguém merecem todo respeito e consideração".

Na íntegra, o texo do promotor Turin: 

Sobre essa operação no Rio de Janeiro, veja bem só aqui no Brasil é que muitos tratam defesa de direitos humanos como coisa de comunista ou esquerdista.

No mundo todo direitos civis e direitos humanos são causas civilizatórias inerentes à liberdade e a democracia. Uma operação policial que resulta em 25 mortes tem que ser investigada e ponto final. 

Repito os policiais civis e militares que agindo no estrito cumprimento do dever e em legítima defesa acabam matando alguém merecem todo respeito e consideração. Bom policial mata por necessidade, não faz justiçamento ou execução. 

Uma operação que resulta em tantas mortes tem que ser profundamente analisada e investigada, não se pode condenar antecipadamente os policiais, mas também não é o caso de simplesmente aplaudir sem uma análise minuciosa dos fatos.   

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT