Sábado, 22 de Junho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 02 de Abril de 2020, 10:00 - A | A

02 de Abril de 2020, 10h:00 - A | A

POLÍTICA / EXPLOSÃO DE CASOS

Cuiabá projeta "pico" entre abril e maio e deve manter comércio fechado

Da Redação



O prefeito Emanuel Pinheiro, reiterou na manhã desta quarta-feira (01), o diálogo com setores produtivos da capital. Por meio de três vídeo conferências, Pinheiro se reuniu com representantes dos shopping centers instalados na capital, com a Associação Comercial e Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso, Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso, além do Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes.

 

Mais uma vez, ele lembrou a necessidade da união de esforços frente ao trabalho preventivo à disseminação do Coronavírus. “Todos somos responsáveis nesse momento de turbulência social. Por isso a importância da manutenção desse diálogo. Preciso ouvir críticas e as sugestões dos setores. A parceria é, mais do que nunca, fundamental. Precisamos ampliar o diálogo, ouvir os setores”.

O gestor destacou a importância das medidas, ainda que drásticas, para que a população entenda que todo sacrifício temporário é necessário. “Não temos uma medida mais emergencial do que fazer com que as pessoas permaneçam em casa, que garantam o isolamento social. As projeções apontam que o cenário mais preocupante de transmissão ocorrerá entre 10 de abril e 10 de maio e trabalhamos para evitar que Cuiabá chegue a esse pico. Nossos esforços são executados justamente para evitar esse cenário”.

Durante as discussões, Lorenna Bezerra, da Abrasel, reafirmou seu compromisso e apoio as ações já executadas e apresentou ao prefeito um planejamento elaborado para evitar a propagação do vírus, destinado aos funcionários e empresários, assim como para o público em geral. Pinheiro anunciou ainda que está debruçado, juntamente com sua equipe, formatando ações a serem desenvolvidas para proteger à saúde e a vida da população.

 

Até o momento, sete decretos já foram editados versando sobre a adoção de medidas preventivas. “Literalmente estamos trocando o pneu com o carro em movimento. Não estávamos preparados para esse cenário. Posso pecar por excessos, mas jamais por omissão”, finalizou.

Participaram da reunião também o secretário de Governo, Lincoln Tadeu Sardinha e o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Misael Galvão.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT