Sábado, 13 de Julho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 05 de Janeiro de 2021, 18:09 - A | A

05 de Janeiro de 2021, 18h:09 - A | A

POLÍTICA / SAÚDE PÚBLICA

Fávero cobra do governo do estado UTI Neurológica em Lucas do Rio Verde

Da Redação
Com Assessoria de Comunicação



A instalação de uma Unidade de Terapia Intensiva Neurológica, ou popularmente UTI-neurocirurgiã, tornou-se urgente para os pacientes com risco de vida, em Lucas do Rio Verde e região.  

A observação partiu do deputado Sílvio Fávero, na manhã desta terça-feira (5), durante sessão Plenária na Assembleia Legislativa, ao comentar antiga reivindicação da região.   Por meio de uma indicação, o parlamentar cobrou do governo Mauro Mendes a volta da antiga UTI Neurológica que funcionava no Hospital São Lucas, em Lucas do Rio Verdade.  

Em sua justificativa, Fávero argumentou que atualmente os pacientes são conduzidos, na grande maioria, para o município de Sorriso, mas muitos acabam morrendo durante o trajeto ou sofrendo graves complicações em devido a precariedade no atendimento.  

“O tempo de espera de uma UTI e de um neurocirurgião tem ocasionado a perda de muitas vidas na região. O único hospital da cidade já contou com esse tipo de serviço e foi referência positiva para a saúde de Mato Grosso, mas há um bom tempo não oferece esse serviço”, afirmou Fávero  

O deputado acredita que seu pleito será atendido pelo governador Mauro Mendes, que deve liberar os recursos financeiros para a instalação da UTI Neurológica na cidade de Lucas do Rio Verde. “Além da ocorrência de casos locais, recebemos pacientes com complicações neurológicas de outros municípios”, acrescenta.  

Profissionais de saúde de Lucas do Rio Verde, consultados pela reportagem, avaliam a iniciativa parlamentar como fundamental para salvar vidas.

Ambulância

Favero ambulância.JPG

 

Para mitigar a situação, recentemente o deputado fez a entrega de uma ambulância equipada com UTI Móvel para amenizar os problemas no trajeto entre Lucas e Sorriso. Os recursos foram assegurados por meio de emenda parlamentar no orçamento.    

Ambulâncias amenizam, mas não resolve o problema. O fundamental mesmo, segundo pontuam profissionais de saúde, seria a instalação de um centro de especialidades médicas, com cardiologistas, otorrino, neurocirurgiões, entre outros profissionais, que ainda são raros, principalmente, para a população de baixa renda no município.  

“A UTI neurológica possui uma estrutura específica dedicada ao tratamento de pacientes com as mais diversas patologias, desde acidente vascular cerebral (hemorrágicos ou isquêmicos) a traumatismos cranioencefálicos e infecções no sistema nervoso central (como meningite, por exemplo). Atende também pessoas que tenham sido acometidas por aumento de pressão intracraniana ou processo de desobstrução dos vasos sanguíneos do cérebro”, explicaram.  

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT