Terça-feira, 16 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 01 de Julho de 2021, 00:23 - A | A

01 de Julho de 2021, 00h:23 - A | A

POLÍTICA / POSTE MIJA NO CACHORRO

Lúdio cobra cassação de Cattani por suposta homofobia, mas se olhasse no retrovisor pediria a própria prisão!

Edésio Adorno
Tangará da Serra



Cattani fazenda.jpg

 Acorda cedo, ordenhar as vacas, fabricar queijos, cuidar dos animais e levar a vida com a dinidade de um matudo que trabalha desde criança. Essa era a rotina de Gilberto Cattani

O ex-vereador e deputado Lúdio Cabral (PT) finge que esqueceu seu passado turvo e permeado por denúncias, processos e acusações de envolvimento em atos de corrupção. O petista também faz questão de esquecer que foi ‘unha e cutícula’ de Eder Moraes e um dos beneficiários dos esquemas de corrupção que pipocaram na imprensa com a derrocada do ex-governador Silval Barbosa.

Ludio condução.jpg

 

Com o nome estampado na extensa lista de propineiros da JBS e suspeito de custear sua fracassada campanha a prefeito de Cuiabá com recursos desviados dos cofres públicos, Cabral trocou de residência, lavou a cara com óleo de peroba e se apresenta como a única donzela do Coxipó.  

Esse camaleonismo político tem o cinismo e a hipocrisia como principais componentes, além de uma pitadinha de falta de vergonha na cara e de oportunismo rastaquera.  

É esse Lúdio Cabral, adepto do apedeuta que liderou o maior esquema de corrupção da história republicana, que se apresenta como vestal da moralidade e cobra a cassação do mandato do deputado Gilberto Cattani sob a insustentável acusação de suposta prática de homofobia. É verdade que Cattani postou no Instagram uma frase politicamente incorreta, a qual foi deletada logo em seguida.

Ludio, Lula e Barbosa.jpg

 

Cattani, um assentado da reforma agrária no Pontal do Marape, em Nova Mutum, sempre foi um homoforte, jamais homofóbico. Foi criado no cabo da enxada e nesse trabalho duro do campo constituiu e sustenta sua família.  

Gilberto Cattani defende os valores da família tradicional, mas nunca faltou com o respeito ou lutou pela redução dos direitos legitimamente conquistados pela comunidade LGBTQIA+. Acusá-lo de homofobia é uma leviandade.  

Cattani defende, apoia, valoriza e se esforça para assegurar ao ser humano, independente de sua orientação sexual, de sua religião ou cor da pele, uma existência compatível com a dignidade da pessoa humana. E o exemplo vem de casa e de sua história de vida - vida sofrida, registre-se.  

LUDIO E EDER MORAEES.JPG

 

O corrupto, ou seja, quem rouba dinheiro público, é a um só tempo uma mistura nociva e abominável de feminicida, patricida, homofóbico e genocida. O ladrão do erário mata indiscriminadamente, tanto heteros quanto homossexuais.  

Discursar em defesa do politicamente correto, mas tungar o dinheiro da saúde, da educação, da manutenção de estradas, da assistência social, da segurança pública, entre outras finalidades, é abusar do cinismo e debochar do povo.  

Lúdio exigir da ALMT a cassação do mandato de Cattani é o mesmo que pretender mudar a natureza das coisas e tornar natural o poste mijar no cachorro. Chega, né, Petralha?                             

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT