Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 13 de Maio de 2021, 22:02 - A | A

13 de Maio de 2021, 22h:02 - A | A

POLÍTICA / SUSPEITA DE ESQUEMA

MPE investiga empresa nova que venceu 11 licitações em 2 anos na gestão Junqueira

Jacques Gosch
Rdnews



OMinistério Público Estadual (MPE)  está investigando um suposto esquema envolvendo a   Hábil Construções e Serviços LTDA e a Prefeitura de Tangará da Serra (a 241,6 km de Cuiabá), entre 2018 e 2020, na gestão do ex-prefeito Fábio Martins Junqueira (MDB). A empresa aberta em 08 de junho de 2018, somente para participar de processos licitatórios do município, firmou 18 contratos no período de dois anos, totalizando mais de R$ 4,3 milhões.

A primeira contratação da Hábil ocorreu em 10 de outubro de 2018. Para a promotora  de Justiça, Fabiana da Costa Silva Vieira, que instaurou o inquérito civil, a proximidade com a abertura da empresa justifica a investigação de possíveis atos de improbidade administrativa.

“Verifica-se que no mesmo período em que se abriu a empresa, esta logo em seguida passou a contratar com o Município de Tangará da Serra/MT, sobressaindo assim o suposto fato da abertura da empresa ter ocorrido apenas para a participação em certames licitatórios, sendo muitos os que concorreu e sagrou-se como vencedora, cabendo, pois, a investigação em tais procedimentos licitatórios em que concorreu”, diz a portaria do MPE.

Também chamou atenção do MPE o fato de  que dos 11 certames licitatórios em que a empresa Hábil participou, 06  foram concorridos juntamente com a empresa Uruguai Estruturas, Construções, Comércio e Serviços LTDA;  cinco  pela empresa Global Service Eireli-EPP; quatro  pela empresa pela empresa G.M. Empreiteira de Construção Civil Eireli;  e quatro  pela Construtora Atual LTDA-ME.  

Diante dos fatos,  a Promotoria decidiu investigar o proprietário  da Hábil Júnior de Oliveira Silva e o Município de Tangará da Serra. Por isso, já solicitou à Prefeitura os contratos firmados, relatórios de pagamentos e relação de empresas concorrentes nas licitações vencidas pela empresa investigada.

O MPE quer saber se ainda existem pagamentos pendentes e contratos em andamento entre a  Hábil e a Prefeitura.

O prazo para resposta ainda está vigente.

INFORME PUBLICITÁRIO GOVERNO DE MT: CONSCIENTIZAÇÃO COVID-19

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT