Quarta-feira, 12 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 28 de Março de 2020, 12:19 - A | A

Sábado, 28 de Março de 2020, 12h:19 - A | A

EM NOME DE BOLSONARO

Pastor e mulher ignoram covid-19, dirigem culto, agridem policiais e acabam presos

Ao agredir os policiais, eles ainda argumentaram que estavam seguindo orientações do presidente da República

Tarley Carvalho
Estadão Mato Grosso

A Polícia Militar (PM) prendeu na noite da última quinta-feira (26) o pastor J.W.P.S. e sua esposa G.A.F. na cidade de Vila Rica (1.116 km de Cuiabá). Eles desobedeceram à política de isolamento e estavam realizando um culto religioso na Igreja Mundial. Devido às investidas contra os policiais militares, foi preciso o uso de algemas para encaminhar os dois suspeitos à Delegacia de Polícia.

O pastor já havia recebido diversas orientações sobre as recomendações sanitárias e os decretos vigentes, tanto no âmbito municipal e estadual, que vedam quaisquer eventos que possam promover a aglomeração de pessoas.

Os policiais pediram a suspensão do culto, mas, em resposta, os suspeitos afirmaram que estavam seguindo as orientações do presidente Jair Bolsonaro, que recentemente publicou um decreto que, entre outras coisas, permitia a continuação dos eventos religiosos. A autorização já foi cassada pela Justiça.

Segundo o relato dos policiais, os dois começaram a instigar os fieis presentes contra os policiais. Eles foram levados à delegacia, mas liberados pelo delegado em seguida, depois de assinarem um termo de compromisso.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT