Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021, 17:35 - A | A

10 de Fevereiro de 2021, 17h:35 - A | A

POLÍTICA / VELHA POLÍTICA

Por birra política, prefeito de Tapurah suspende construção de 231 unidades habitacionais e revolta população

Edésio Adorno
Tangará da Serra



No município de Tapurah, brigas políticas e casos mal resolvidos nas urnas entre o prefeito que saiu e o que entrou já produziram as primeiras vítimas. E não são poucas! Em verdade, 231 famílias de baixa renda, que dependem de um teto para se abrigar do sol, da chuva e garantir dignidade aos seus membros.  

Para entender o caso, é preciso retroceder a 2016. Nas eleições daquele ano, Iraldo Ebertz derrotou Carlos Alberto Capeletti e conquistou a prefeitura com 52,27% dos votos válidos. Derrotado nas urnas e com o orgulho ferido, Capeletti prometeu revanche.  

Nas eleições de 2020, Capeletti foi eleito prefeito e sua principal medida foi soterrar na lixeira da perseguição política obras e projetos da gestão anterior, em clara ofensa ao princípio da continuidade que deve ser observado pelo gestor público.  

Projetos e obras em andamento não pertencem ao prefeito que concluiu o mandato, são próprios da municipalidade. Pensar diferente seria fazer picadinho da impessoalidade.

Capeletti ainda não sabe disso e, por pensar que pode tudo, tomou uma decisão extremamente prejudicial as pessoas mais humildes do município.  

O ex-prefeito Iraldo Ebertz firmou parceria com o Governo de MT e da União para construir 231 unidades habitacionais, com financiamento da Caixa Economia Federal. O projeto estava pronto, o financiamento aprovado e a prefeitura já havia expedido ordem para o Cartório de Registro de Imóvel fazer o desmembramento da área.

Capeletti cancelou tudo, ordenou que o cartório suspendesse o desmembramento e se recusa a dar continuidade ao projeto de construção de moradias para a população de sua cidade. Isso é o que se chama de desenvolvimento ao avesso, algo nocivo a sociedade e típico de gestores de mentalidade reduzida. Coisas da velha política!

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT