Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 20 de Abril de 2021, 10:49 - A | A

20 de Abril de 2021, 10h:49 - A | A

POLÍTICA / VACINA DO ALÉM

TCE notifica Tangará da Serra e mais 21 municípios sobre vacina em mortos

Da Redação
G1/MT



Em março, a Controladoria Geral da União havia realizado o mesmo cruzamento de informações. Foram encontradas inconsistências em cerca de 50 mil nomes. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) notificou 22 prefeituras para que se manifestem sobre irregularidades na lista de vacinação, como o uso de CPFs de 27 pessoas que já estariam mortas. O órgão fez um levantamento e cruzou informações com diversas bases de dados – como a do Sistema Nacional de Óbitos.

O resultado preliminar do acompanhamento simultâneo especial foi obtido com base no cruzamento de dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), referentes à vacinação contra Covid-19 de 18 de janeiro a 15 de março, e do Sistema Informatizado de Controle de Óbitos (Sisobi).

Além de Tangará da Serra, confira os demais municípios que foram notificados pelo TCE:

Alta Floresta

Alto Boa Vista

Barra do Garças

Campo Verde

Confresa

Cuiabá

Juara

Juína

Lambari D’Oeste

Pedra Preta

Peixoto de Azevedo

Porto dos Gaúchos

Rondonópolis

Rosário Oeste

São Félix do Araguaia

São José do Rio Claro

São Pedro da Cipa

Tabaporã

Tangará da Serra

Terra Nova do Norte

Várzea Grande

Vera

O G1 procurou as prefeituras citadas e aguarda posicionamento.

No total, foram identificados 114.858 casos regulares (99,93%) e outros 56 foram apontados como inconclusivos (0,05%), uma vez que o CPF de registro constou na base de dados do Sisobi, a data de vacinação foi posterior à data do óbito, mas o nome ou a data de nascimento do vacinado foi divergente da informação referente ao falecido.

Já no caso dos 27 registros classificados como irregulares (0,02%), o CPF do vacinado constou na base de dados do Sisobi, a data de vacinação foi posterior à data do óbito, e o nome do vacinado, assim como a data de nascimento, coincidiu com os do falecido.  

Comente esta notícia

Marcelo 20/04/2021

1 - no caso de Tangará, considerando o fato não proceder, a pessoa está viva, duvido que o TCE fará uma nova nota pedindo desculpas pelo erro; mas se for o caso de publicar uma nova nota equivocada, o fará sem problemas; 2 - pode acontecer de se vacinar alguém que já morreu: a pessoa foi vacinada e algum tempo depois veio a óbito (não necessariamente por conta da vacina); 3 - Todos que tomaram a vacina e que tomarão irão morrer...um dia...ou à noite...só Deus sabe...

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT