Sábado, 22 de Junho de 2024

BISTURI Terça-feira, 28 de Abril de 2020, 20:46 - A | A

28 de Abril de 2020, 20h:46 - A | A

BISTURI / Torneira seca

Tangará da Serra pode enfrentar nova crise hídrica



A ineficiência na gestão do Samae pode comprometer o abastecimento de água a população de Tangará da Serra já a partir de junho. O chefete da autarquia, pré-candidato a prefeito Wesley Torres, resolveu chamar a imprensa para prestar alguns esclarecimentos a opinião pública.  

Lopes declarou que a “lagoa Fábio Junqueira”, a nova represa do Queima Pé, teria sido esvaziada para limpeza. “Maio é a janela que nós temos para executar esse trabalho, já estava em nossa programação e nós agora abrimos as comportas”. O candidato discursou ainda que atualmente está sendo feita captação água da represa principal, que segundo suas palavras, está cheia e a água armazenada é suficiente para atender a demanda da população.  

Depois de concluída a limpeza do lago, Lopes prevê que até o final de julho a represa esteja cheia. O candidato fez questão de enfatizar que este ano não vai faltar agua nas torneiras dos tangaraenses. Mas não descartou a possibilidade de racionamento no abastecimento.  

Ele argumento que o ano de 2019 foi de pouca chuva. 

“Tivemos um ano muito ruim de chuva. Não tivemos chuva em dezembro. Não tivemos chuva em janeiro. Fevereiro foi bom de chuva, até acima da média. Mas dizer que vai faltar água na cidade, não”.  

Historicamente, maio, junho, julho, agosto e setembro são os meses de menor volume de chuva.  

O pré-candidato a prefeito conhece essa realidade.

Se ainda assim, preferiu limpar a represa no mês de maio é porque tem estoque de água em armazenação o suficiente para atender a população. Se não tiver, prepare os baldes porque o racionamento será inevitável.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT