Sexta-feira, 21 de Junho de 2024

BLOG Domingo, 11 de Dezembro de 2022, 11:51 - A | A

11 de Dezembro de 2022, 11h:51 - A | A

BLOG / ATOS GOLPISTAS

Investigação policial busca identificar golpistas que financiam indígenas para fechar rodovias

Da Redação
Blog Edição MT



Os indígenas não são golpistas. Caciques de algumas etnias estão sendo financiados por fazendeiros e empresários bolsonaristas para praticar atos antidemocráticos. Não são inocentes porque sabem o que estão fazendo. São manipulados e estão sendo usados mediante paga como massa de manobra por poderosos ruralistas que temem perder uma parceria milionária no Chapadão do Parecis.  

Na madrugada deste domingo, indígenas de Tangará da Serra e de Campo Novo do Parecis interditaram a BR-364, próximo a Serra de São Vicente nos dois sentidos.  

Obviamente que os indígenas não agiram por conta e risco. Tiveram que percorrer mais de 400 quilômetros, o que demanda logística de transporte, alimentação e montagem de acampamento. É preciso dinheiro.  

Seria mais prático fechar a MT-235, que liga Campo Novo a Sapezal. Essa rodovia, no entanto, jamais será interditada pelos indígenas e a razão é simples. A rodovia é explorada economicamente pelos indígenas que mantém várias praças de pedágio e faturam muito dinheiro – uma mina de ouro.  

Este blog apurou que a Polícia Federal, PRF e a Polícia Judiciária Civil trabalham para identificar os financiadores das manifestações indígenas.

Logo os nomes e as fotos dos mandantes serão exibidas pela imprensa. As investigações estão curso e vários suspeitos já estão no radar da polícia.

Comente esta notícia

Zé quebra canela 11/12/2022

Eu quero deixa aqui minha contribuição com a democracia! E dizer que campo Novo do Parecis tem dono da loja agrícola, o Zeca é financiador dos índio parecis, na Itamaraty norte é a usina! Os proprietário. Forte abraço espero ter ajudado

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT