Domingo, 14 de Julho de 2024

BLOG Quinta-feira, 04 de Julho de 2024, 08:41 - A | A

04 de Julho de 2024, 08h:41 - A | A

BLOG / TRAPAÇA PETISTA

Petista tenta ludibriar população com promessa de tarifa de R$ 1 no BRT

Janaina Riva e Eduardo Botelho denunciam irresponsabilidade e trapaça petista na proposta de tarifa de R$ 1 para o BRT

Da Redação
Blog Edição MT



O deputado estadual e pré-candidato a prefeito, Lúdio Cabral, apresentou uma proposta que exemplifica a essência do lulo-petismo: mentira, empulhação, engodo e demagogia.

A proposta de tarifa a R$ 1 real para o BRT intermunicipal, defendida por Cabral, não só é fantasiosa, mas também revela uma total desconexão com a realidade financeira e operacional do transporte público.

A deputada Janaina Riva (MDB) foi incisiva ao criticar essa proposta durante a sessão parlamentar, ressaltando que não se pode permitir que as pessoas sejam iludidas por promessas falsas.

"Quando falamos de uma proposta de R$ 1, cria-se na cabeça das pessoas a imagem de que é possível realizar um bom serviço com esse valor. Se a passagem de ônibus em 2022 foi ajustada para R$ 4,95, como operar um sistema com R$ 1 real a tarifa? Não podemos cometer essa irresponsabilidade de vender facilidades", afirmou Riva.

Ela destacou que, apesar de ser popular, a proposta de Cabral não tem efetividade e é uma tentativa clara de manipular a opinião pública com promessas inviáveis.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, também expressou sua indignação diante da proposta de Cabral.

Em uma demonstração de "indignação santa" - aquela mencionada por Rui Barbosa, que se refere à indignação justa e moral -, Botelho rechaçou com veemência a descabida propositura do deputado petista.

Botelho, conhecido por sua responsabilidade nas tomadas de decisão, reiterou a importância de realizar a licitação para a operacionalização do BRT. Ele, assim como Janaina, entende que prometer algo inexequível é não só irresponsável, mas também desrespeitoso com os cidadãos cuiabanos.

Janaina Riva foi ainda mais além, lembrando que a Assembleia Legislativa votou pela mudança do modal para o BRT precisamente porque o corredor de ônibus seria mais econômico e adequado à realidade financeira do estado.

Ela sublinhou que a gestão responsável do governador Mauro Mendes e a prudência de Botelho nas decisões legislativas têm sido fundamentais para atender às necessidades dos deputados e economizar recursos para o governo.

A proposta de Cabral, portanto, não passa de uma cortina de fumaça, típica do lulo-petismo, que visa enganar a população com promessas populistas e sem fundamento.

O Parlamento precisa atuar com responsabilidade, como bem apontou Janaina Riva, garantindo que as decisões tomadas sejam viáveis e benéficas para a sociedade.

Em um momento em que Cuiabá necessita de políticas públicas sérias e comprometidas com a realidade, a demagogia de Cabral é um retrocesso. É fundamental que os eleitores estejam atentos e críticos diante de propostas que, apesar de atraentes em teoria, são impraticáveis na prática. A responsabilidade e a verdade devem sempre prevalecer sobre o engodo e a ilusão.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT