Terça-feira, 23 de Julho de 2024

POLÍCIA Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2021, 11:09 - A | A

15 de Fevereiro de 2021, 11h:09 - A | A

POLÍCIA / FRIOS E DESALMADOS

Eine Indiara e Fernando Figueiredo: a dupla perversa que tirou a vida de seu Zé Raizeiro

Edésio Adorno
Tangará da Serra



No mundo cruel e sangrento do crime, invariavelmente, a vida humana vale menos que o pipoco de um arma de fogo. Assim a crônica policial descreve a banalização da vida nos grandes centros urbanos. Na TV e na internet cenas que retratam o primitivismo de brutais figuras animalescas já não chocam e nem causam comoção. A catarse do medo parece ter embotado os sentimentos de internautas e telespectadores. Parece, mas não é verdade. A forma brutal como o seu Zé Raizeiro foi executado chou a população e gerou produndo sentimento de revolta e de indignação. As policiais civil e militar agiram rápido na elucidação do crime.

Em poucas horas de rigorosa investigação, o delegado de Polícia Judiciária Civil, Adil Pinheiro de Paula, assistido por sua eficiente equipe,  descobriu que Eine Indiara seria a suspeita de orquestrar o roubo seguido de morte de Zé Raizeiro. Ela é ex-funcionária do idoso. “Ela é a principal responsável por essa atrocidade feita com a vítima. Como ela trabalhou lá, tinha todas as informações privilegiadas de onde havia dinheiro na casa e principalmente a facilidade que eles encontrariam por se tratar de um senhor de 81 anos que passava algumas noites sozinho no local”, declarou a autoridade policial ao site Bem Notícias.

Ainda de acordo com a reportagem do Bem Noícias, o delegado Pinheiro não tem dúvida quanto a participação do individuo Fernando Figueiredo Santana, que foi preso pela Polícia Militar.

“Ele foi convidado justamente por essa ex-funcionária. Os dois residiam em umas kit nets, no mesmo local, aos fundos de um bar. Ela o convidou para fazer um roubo e ele entendeu que seria um roubo simples, porém, quando entrou na residência o idoso já estava amarrado com os pés e mãos e já desacordado em decorrência das agressões praticadas por essa ex-funcionária”, concluiu o Delegado.

Controvérsia 

A primeira vista, não é totalmente crível que apenas Eine Indiara tenha conseguido, sem ajuda de terceiros, imobilizar o idoso, amarrá-lo e ainda atordoá-lo com pauladas. Se ele já estava desacordado, qual necessidade teria ela de buscar ajuda do delinquente Fernando Figueiredo Santana? Eis uma questão que precisa ser esclarecida aos minimos detalhes. Essa versão prepara o terreno para livrar Santana de eventual punição compatível com o crime de latrocinio. 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT