Sábado, 22 de Junho de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2022, 08:38 - A | A

09 de Dezembro de 2022, 08h:38 - A | A

POLÍCIA / POLÍCIA CIVIL

Filho de alvo de operação é resgatado e se reencontra com a mãe seis meses após ser levado pela madrasta

Pai da criança é um dos alvos da operação Efialtes que está foragido

Da Redação



Uma criança, que estava separada da mãe desde o mês de junho quando saiu para uma festa com a família do pai, foi localizada pela Polícia Civil, nessa quinta-feira (8), em ação realizada pela equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá).

 

O menino de 8 anos é filho de um dos alvos da operação Efialtes, deflagrada na quarta-feira (4), pela Corregedoria da Polícia Civil, que está foragido.

Após tomar conhecimento da operação e do mandado de prisão em aberto contra o ex-companheiro, a mãe da criança tomou coragem de procurar a Polícia.

Na delegacia, a mulher relatou que foi casada com o pai do seu filho por sete anos, período em que sofreu diversos episódios de violência doméstica.

A vítima relatou que possui a guarda do filho do casal, porém no mês de junho deste ano, a atual esposa do seu ex-companheiro buscou o menino para levá-lo a uma festa em Cuiabá e nunca mais o devolveu.

Segundo a delegada titular da Delegacia da Mulher, Paula Gomes Araújo, a mãe estava desesperada, uma vez que desde então não teve mais contato com o filho. “Ela procurou a Defensoria Pública e chegou a participar de uma audiência com o suspeito, onde não houve acordo e era ameaçada pelo suspeito para não dar continuidade ao processo”, disse a delegada.

Diante da gravidade dos fatos, os policiais da Delegacia da Mulher de Cáceres imediatamente iniciaram as diligências, conseguindo realizar o resgate da criança na casa da sogra do suspeito, no bairro Massa Barro. Após seis meses separados, o filho foi devolvido para os braços da mãe.

As investigações seguirão em andamento pela Delegacia da Mulher de Cáceres para devida responsabilização dos envolvidos.

 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT