Domingo, 16 de Junho de 2024

POLÍCIA Quarta-feira, 04 de Março de 2020, 11:35 - A | A

Quarta-feira, 04 de Março de 2020, 11h:35 - A | A

TANGARÁ DA SERRA

Vândalos incendeiam carro da Vigilância Sanitária deixado em local não seguro

EDÉSIO ADORNO
Tangará da Serra

Uma viatura da vigilância sanitária deixada sem segurança na área de estacionamento aberto da antiga prefeitura foi completamente destruída pelo fogo, na madrugada desta quarta-feira, segundo relatou o prefeito Fábio Martins Junqueira (MDB), em sua página no Facebook.  

De acordo com a postagem do prefeito, “o fato chama atenção exatamente por conta da maneira como o episódio ocorreu, fundamentalmente após as ações executadas pela Vigilância Sanitária do Município, que tem adotado medidas implacáveis no combate a irregularidades em estabelecimentos que por ventura cometem infrações sanitárias”.  

Outro fato que chama a atenção é a negligência da administração municipal em deixar um veículo público estacionado em uma área infestada de vândalos, usuários de álcool e de entorpecentes, sem a menor segurança.  

Facebook

VS 02.JPG

 

Junqueira anunciou que “a prefeitura adotará todas as medidas legais cabíveis, acionando os órgãos de segurança pública para investigação do ocorrido. Dessa forma, será possível identificar os responsáveis por este ato criminoso contra o patrimônio público”.  

Tomara que a polícia encontre os vândalos ou criminosos que destruíram um bem próprio do município e descobriram quem teria deixado esse veículo naquele local e por qual motivo. O caso é típico de negligencia.

Não é crível que a vigilância sanitária ainda não tenha um estacionamento seguro para guardar seus veículos.

Em fevereiro de 2016, o deposito da prefeitura foi incendiado e um grande estoque de insumos e medicamentos foi destruido pelo fogo. O prejúizo ao municipio, segundo o prefeito divulgou a epoca,  teria sido considerado expressivo.

O prefeito Junqueira se precipita ao colocar sob suspeita empresários que teriam sido alvos de ação da vigilância sanitária. É prematuro, para não dizer leviano, fazer qualquer insuação antes de concluida a investigação policial.  

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT