Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 14 de Fevereiro de 2020, 22:12 - A | A

Sexta-feira, 14 de Fevereiro de 2020, 22h:12 - A | A

TANGARÁ DA SERRA

Caminhões e maquinários da prefeitura são recolhidos para o pátio da Sinfra por falta de combustível

EDÉSIO ADORNO
Tangará da Serra

O homem que pretende substituir Junqueira no comando da prefeitura enfrenta dificuldades para administrar o Samae e a Sinfra. O contrato de aquisição de combustível junto aos fornecedores locais está vencido desde a última sexta-feira. Wesley Lopes Torres tinha pleno conhecimento da situação, mas nada fez para evitar o constrangimento público.  

O site apurou que Lopes teria feito duas compras, sem licitação, de aproximadamente quatro mil litros de diesel para remediar a situação e evitar que serviços essenciais, como a coleta de lixo, fossem paralisados.  

No Portal Transparência da prefeitura consta que duas licitações foram homologadas. Como ainda não existe dados anexados a informação, não foi possível levantar mais detalhes.  

Segundo uma fonte próxima a Lopes, dois postos de combustiveis de Tangará da Serra teriam vencido o certame licitatório para fornecer óleo diesel S-500,e gasolina e diesel S-10.  

O abastecimento da frota deve ser regularizado até a próxima terça ou quarta-feira. Até maquinários e caminhões devem permanecer parados no pátio da Sinfra.  

“A falta de combustível reflete a falta de gestão do chefe do Samae e da Sinfra, que tinha pleno conhecimento da situação e não tomou as providencias necessárias. Resultado, o pátio da Sinfra está lotado de caminhões e máquinas. Tudo está parado por falta de combustível”, comentou a fonte do site.    

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT