Terça-feira, 18 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 08 de Fevereiro de 2020, 13:42 - A | A

08 de Fevereiro de 2020, 13h:42 - A | A

POLÍTICA / CADEIRA DE SELMA

Candidatura Galvan ao senado pelo PRTB de Mourão é blefe

EDÉSIO ADORNO
Tangará da Serra



Entre os mais de 20 postulantes a cadeira de Selma Arruda (Pode) no senado, que o teve o mandato cassado pela justiça eleitoral, um se destaca por sua engenhosidade, elevado senso de oportunismo, razoável habilidade na arte de escamotear a verdade e de mistificar os fatos.

Esse pré-candidato ao senado é o presidente da poderosa Aprosoja, Antonio Galvan. Uma liderança que não consegue congregar em seu projeto político nem os produtores de soja e milho.  

Galvan se lançou candidato ao senado pelo PDT e exigiu do presidente da Executiva Estadual, deputado Allan Kardec, a realização de uma pesquisa eleitoral para, com base nos números levantados, o partido definir entre ele e o vice-governador Otaviano Pivetta quem teria melhores chances nas urnas. O instituto contratado já colocou em campo seus entrevistadores. O resultado logo será conhecido.  

O ricaço sojicultor, que não é nenhum bobó cheira-cheira, já percebeu que sua chance de disputar o senado pelo PDT fica abaixo de zero. Não se deu por vencido. Teria sacado da manga da camisa uma velha ficha de filiação ao PRTB do vice-presidente general Hamilton Mourão. A fórmula encontrada por Galvan para participar da suplementar ao senado pode não funcionar. Mas seguramente vai despertar a curiosidade e o interesse da grande imprensa.  

Ora, Galvan já declarou à imprensa ser pedetista, participou de dezenas de reuniões no diretório do PDT, exigiu pesquisa do partido. Agora, com sua pretensão não acolhida pelo PDT, recua, se diz filiado ao PRTB de Mourão e se lança candidato por um partido, ao qual, sequer sabia que era filiado. Galvan, inclusive, já estaria ofertando vagas para suplentes em sua chapa. 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT