Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA Sábado, 03 de Julho de 2021, 15:40 - A | A

03 de Julho de 2021, 15h:40 - A | A

POLÍTICA / COLNIZA

Forças do atraso resistem a mudanças e promovem campanha de desinformação contra gestão Miltinho

Alheio as críticas de desafetos, a gestão Miltinho /Marco Antonio avança, economiza recursos públicos, reforma escolas, investe na educação e apresenta resultados satisfatórios em todos os setores da administração pública

Edésio Adorno
Tangará da Serra



Miltinho e Mendes.JPG

Prefeito Miltinho e o governador Mauro Mendes: afinidade e cobrança de recursos e melhorias para Colniza

Colniza, a 1.065 Km da Capital, foi emancipada em 1.998. Sua população estimada em 2020, segundo estimativa populacional do IBGE, era de 39.861 habitantes. 16.967 votantes formam o colégio eleitoral do municipio.  

A base econômica do municipio se sustenta no comércio, na indústria madeireira, na mineração de cassiterita e jazidas de ouro. Outra fonte de renda é a pecuária de corte e a agricultura de base familiar.  

O município de Colniza conta com sete Projetos de assentamentos de Reforma Agrária regularizados ou em fase de regularização, sendo cinco pelo Incra e dois pelo Intermat  

O prefeito Milton de Souza Amorim (PSC) imaginava contar em seu primeiro ano de governo com um orçamento de R$ 76.380.650,00. A pandemia da covid-19 deve causar frustração de receita e adicionar outras demandas para o governo, em especial nas áreas de saúde e assistência social.  

A falta de logística é o grande obstáculo ao desenvolvimento de Colniza.

O sonho é a pavimentação da rodovia BR-174 e a recuperação da rodovia MT-206.

Autoridades do DENIT e do Governo de MT informam que quatro trechos já foram licitados e que as ordens de serviço em breve serão expedidas. O deputado federal Nelson Barbudo (PSL) tem feito apelos seguidos ao ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) para agilizar as obras. Deputados estaduais também cobram a conclusão das obras de recuperação desta importância rodovia.  

No entanto, o maior problema de Colniza nem é a falta de logística refletida na precariedade e falta de manutenção de estradas. Um dos fatores que emperram o desenvolvimento do municipio é a falta de coesão social, ou no dito popular, o excesso de politicagem por parte figuras descompromissadas com a cidade e sua gente.    

Colniza também já viveu no passado recente momentos de turbulência política, com direito a espaço na imprensa nacional. Um prefeito foi assassinado e outro afastado do comando da prefeitura por determinação judicial

.  

Com a eleição do prefeito Milton de Souza Amorim (PSC) o ambiente político ficou menos tóxico. Conciliador, Miltinho, como é conhecido, trabalha pela pacificação e unidade da cidade em torno de projetos coletivos. O interesse social deve se impor aos demais. Está no rumo certo!  

Mudanças que desagradam  

Incomodados com as medidas moralizadoras implementadas pela gestão Miltinho, que inclui cortes de gastos desnecessários, redução de despesas e valorização do dinheiro do contribuinte, porta-voz dos ‘desmamados’ gritam fogo na floresta e entopem as redes sociais e páginas na internet com falsas e difamatórias informações.

Caminhonete de luxo

dill caminhonete.jpg

 

Uma das mentiras que ganharam corpo nas redes sociais sustentam que a secretária de Educação, professora Selma Dill de Paula, teria comprado uma caminhonete de luxo para seu uso pessoal pelo valor de R$ 371 mil. A verdade, no entanto, é outra. O valor informado se refere a aquisição de duas picapes Triton, 4X4, câmbio manual, da Mitsubishi.

É indiscutível a importância dessas caminhonetes para garantir apoio e assistência aos 5 polos de educação, inclusive nos distritos de Guariba e de Três Fronteiras, este distante 300 Km da sede do municipio. Este percurso, de estrada de chão batido e sem manutenção, era feito de motocicleta ou de Fiat Uno caindo aos pedaços.  

Além das ditas “caminhonetes de luxo”, na imaginação fértil dos saudosistas do passado, Selma Dill também adquiriu 6 motocicletas novas. Foram gastos R$ 100 mil reais, incluindo despesas com licenciamento.

As motocicletas que atendiam a SME eram modelos que variavam de 2005 a 2013. Todas se encontravam sucateadas – apenas a carcaça! As motos novas foram repassadas aos coordenadores de polos.  

Reforma de escolas

Selma Dill.jpg

Secretaria Selma Dill e o vice-prefeito Marco Antonio: ordem de serviço para reforma e ampliação da escola João Alves, no distrito de Três Fronteiras

Consultada pela reportagem, a secretaria Selma Dill esclareceu que herdou da gestão passada graves problemas na educação, a começar pela precariedade da rede física e a falta de material de apoio. A Escola João Alves, do distrito de Três Fronteiras, será totalmente reformada e ampliada.  

“Estamos executando reforma de 40 salas de aulas anexas as escolas rurais nos 5 polos. Todas vão receber vão receber manutenção, piso, telha, cerâmica, pintura e substituição da estrutura de sustentação de caixa d’água”, afirmou

dill.jpg

Obras de reformas de escolas estão sendo realizadas nos 5 polos

Carteira escolar A gestora da educação destacou ainda que serão investidos algo em torno de R$ 380 mil na aquisição de 600 jogos de carteira escolar a fim de proporcionar aos estudantes conforto e condições adequadas de aprendizado.  

Ônibus escolar Selma Dill pontuou ainda que o prefeito Miltinho trabalha uma licitação para aquisição com recursos próprios de 15 ônibus escolares. “Atualmente, as 24 rotas são terceirizadas. Quando entrar em circulação a frota da SME, o municipio terá uma economia prevista de mais de R$ 3 milhões, dinheiro esse que será aplicado em outros setores da administração municipal”, explicou a gestora  

Economiza de quase R$ 1 milhão

Os números apresentados pela secretaria Selma Dill desmentem os críticos da gestão e deixam os pregadores do caos falando no deserto. Segundo ela, na gestão passada, entre julho e dezembro de 2020, a folha de pagamento consumiu algo em torno de R$ 9,3 milhões.  

Já no governo de Miltinho, de janeiro a junho deste ano, a folha de pagamento foi reduzida R$ 8,4 milhões, uma economia de quase R$ 1 milhão, o que evidência respeito ao contribuinte e ao seu dinheiro.

Mais economia

Nos últimos 6 meses de 2020, portanto, durante a gestão passada, foram gastos R$ 450 mil com aquisição de peças, serviços de manutenção ou conserto e combustíveis. No primeiro semestre deste, gestão Miltinho, foram gastos apenas R$ 183 mil com os mesmos itens.  

Retomada das aulas presenciais

Selma Dill educação.jpg

Selma Dill discute com o prefeito Miltinho retorno das aulas presenciais: Plano de Contingência foi entregue ao MPE

De acordo com Selma, o Plano de Contingência já foi entregue para o Promotor de Justiça e a previsão é de retorno as aulas presenciais no dia 1º de setembro. “Até lá, a gente espera que essa pandemia tenha perdido força e que a comunidade esteja vacinada contra a covid-19 e possamos retomar nossas atividades com mais segurança sanitária”, concluiu  

image
image
image

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT