Sábado, 22 de Junho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2022, 15:36 - A | A

23 de Dezembro de 2022, 15h:36 - A | A

POLÍTICA / SEM MORAL

Indígenas não aceitam indicação de Ângelo Nambikwara pela Fepoimt para chefiar o DSEI/Cuiabá

Nambikwara é suspeito de promover cachaçada com adolescentes indigenas

Da Redação
A Bronca Popular



A presidente eleita da Federação dos Povos e Organizações Indígenas de Mato Grosso (FEPOIMT), Eliane Xunakalo, estaria contrariando toda e qualquer condição segura de escolha de um coordenador para o Distrito Sanitário Especial Indígena Cuiabá (DSEI/Cuiabá). A denúncia é uma liderança indígena, que pediu para preservar sua identidade.  

Segundo a denúncia, o DSE/Cuiabá presta assistência à saúde de 10 povos indígenas dentro de sua circunscrição. “A presidente recém-eleita da FEPOIMT, Eliane Xunakalo, estaria se movimentando de todas as forças para entregar a coordenação do DSEI ao seu articulador político”, diz trecho da denuncia.  

“Ela fez uma reunião armada pela internet para indicar o Odontólogo Jose Ângelo Nambikwara, fazendo com que ele seja nomeado para coordenar a instituição”, acrescenta.  

FOTO 2.jpg

 

Entre os povos indígenas existe forte rejeição ao nome de Ângelo.

“Dentre as comunidades, foi apurado que o indicado tem condutas inadequadas para assumir o cargo. Conforme levantamento foi constatado que o indicado tem um histórico de inúmeras demissões neste mesmo órgão por abandono do posto de trabalho, uso de bebida alcoólica dentro das unidades básicas de saúde, dentre outras”, prossegue a denúncia.  

“Difícil entender como um órgão de saúde que tem uma missão muito difícil de combater um mal que assola a grande maioria dos povos indígenas do Brasil que é o alcoolismo e o tabagismo possa admitir que uma possa que se reúne com adolescentes para fazer uso de bebida alcoólica possa assumir a gestão desse órgão”, analisa a denúncia.  

O documento enviado à redação deste site argumenta ainda que Ângelo Nambikwara não reúne as condições necessárias para assumir a direção do DSEI/Cuiabá.  

FOTO 3.jpg

 

“Com qual moral ou credibilidade ele vai falar sobre saúde para os 10 povos indígenas que combaterá o uso prejudicial do álcool, se ele mesmo leva de forma continua bebidas alcoólicas para consumo do próprio e até de adolescentes menores de idade, conforme relato da sua própria comunidade, além de outros assuntos que não podemos revelar até o momento”, diz o documento.     

A denúncia chegou à redação com as fotos que ilustram essa matéria.

“O DSEI/Cuiabá é uma instituição séria, que luta de forma veemente contra o uso prejudicial do álcool nas comunidades indígenas de sua jurisdição”, concluiu.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT