Sábado, 22 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 13 de Junho de 2020, 16:26 - A | A

13 de Junho de 2020, 16h:26 - A | A

POLÍTICA / Saúde em risco!

Médico da URA de Tangará da Serra autoriza mulher positivada para covid-19 a levar vida normal

Ela denuncia descaso da saúde e reclama da falta de atendimento adequado; “não sei o que fazer”

EDÉSIO ADORNO
Redação



Verta 1.JPG

 

Anelisa Vitorino de Oliveira, 50 anos, encaminhou um áudio acompanhado de vários prints de conversa no aplicativo de mensagens (WhatsApp) ao presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, vereador Wilson Verta (PSDB), para, segundo sua narrativa, denunciar o descaso da coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Juliana Herrero e do responsável pela Central Covid-19, Dr. Cláudio.  

“Venho expor para você uma situação que passei em relação a sintomas do coronavírus. Eu tive sintomas no dia 29 de maio, que foi o dia que fiquei pior. Quando foi no dia 1º de junho, na segunda-feira, eu liguei no atendimento do covid-19 e a pessoa que atendeu pediu que eu fosse até a URA. Lá fui bem atendida. Fizeram aquele teste do cotonete, me receitaram um antibiótico e me mandaram pra casa para ficar em quarentena. Me falaram que o resultado do exame chegaria entre quatro e cinco dias”, disse Anelisa, no áudio que o site teve acesso.  

Anelisa foto.JPG

 

Depois de 15 dias em casa, sem que ninguém tenha entrado em contado com dona Elisa, por orientação do pessoal da URA, ela fez o teste rápido para saber se já estava curada da covid-19. Juliana Herrero entrou em contato com dona Anelisa e a informou sobre o resultado positivo do teste.  

Preocupada e sem saber o que fazer, a mulher conversou com Herrero, que a orientou a entrar em contato com o Dr. Cláudio, que por sua vez alegou estar dirigindo e não poderia atender por telefone. Recomendou apenas que dona Anelise tomasse algum analgésico para aliviar a alegada dor no peito, sem especificar o qual.

Denuncia  

Anelisa teste rápido.JPG

 

“Durante todo o tempo que fiquei em casa, absolutamente ninguém da equipe da covid-19 entrou em contato comigo. Então, quando sai um boletim dizendo que tem pacientes em isolamento, eles não sabem se é verdade. É logico que é da nossa consciência que devemos ficar em casa. Então, se a pessoa tiver com o covid-19, sintomas leves, como eu tive e quiser ir pra rua e passar pra todo mundo, vai passar porque não tem acompanhamento”, denuncia Anelisa.  

Dona Anelisa fez o teste rápido ontem (12), cujo resultado deu positivo. Mesmo sabendo desse resultado, o médico Cláudio disse que ela está liberada para levar vida normal, porque já faz mais de 14 dias que ela teria sentido os sintomas da doença e realizado o “exame do cotonete”.  

Em conclusão, ela faz um questionamento: “Gostaria de saber como está sendo feito o acompanhamento das pessoas que estão em isolamento domiciliar”, com a palavra o prefeito Fábio Junqueira e sua equipe responsável pela saúde pública do município

Sobre a grave denuncia formulada pela dona Anelisa, o vereador Wilson Verta declarou qeu vai cobrar providências do Secretário Municipal de Saúde e do prefeito Fábio Junqueira. Ele afirmou ainda que vai repassar ao Ministério Público  o relato da ocorrência.           

image
image
image
image
image

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT