Sábado, 22 de Junho de 2024

POLÍTICA Domingo, 14 de Junho de 2020, 08:43 - A | A

14 de Junho de 2020, 08h:43 - A | A

POLÍTICA / TANGARÁ DA SERRA

Médico da URA reage a denúncia de mulher testada positivo para covid-19 com ameaça de processo

EDÉSIO ADORNO
Tangará da Serra



O médico Cláudio Rodrigues, que seria o responsável pela Unidade de Resposta Audível (URA) do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus de Tangará da Serra, reagiu às críticas de Anelisa Vitorino de Oliveira, veiculadas pela Bronca Popular, com a costumeira ameaça de processo.  

Na página do site no Facebook, o doutor escreveu:  

Após o período de quarentena e melhora dos sintomas, todos os casos confirmados são liberados do isolamento - conforme protocolo do Ministério da Saúde. Lamentável que um espaço de desinformação tenha tanta audiência em Tangará. Mas fico feliz de ver os comentários de pessoas lúcidas e que conhecem os protocolos! Meu advogado irá entrar em contato segunda feira com o responsável por essa difamação. Quanto à população tangaraense, continue contando com nossa dedicação e trabalho constante” (o negrito é da redação).  

Deixando de lado a crítica ao site, por se tratar de uma avaliação subjetiva, vamos ao que interessa.

Dona Anelisa afirma que fez o teste rápido para covid-19 no dia 12 de junho. Essa data está estampada no cabeçalho do documento que informa o resultado do teste.  

Preste atenção no resultado!  “IgM reagente e IgG reagente”.

No mesmo dia 12, a Coordenadora da Vigilância Sanitária, Juliana Herrero da Silva assina o resultado do teste rápido e o envia, por meio de mensagem no Whatsapp, a paciente Anelisa, que tenta, mas não consegue ser atendida pelo médico da URA, Cláudio Rodrigues, segundo comprovam os prints de mensagens de texto encartados na matéria postada por este site, ontem (13).  (AQUI)

Para entender o que significa IgM reagente e IgG reagente, como é o caso de Anelisa Vitorino de Oliveira, recorremos ao Google, que indicou uma fonte confiável: o site do Hilab.  

O Hilab/railébi, segundo sua descrição na internet, é um laboratório com sede em Curitiba/PR, que oferece serviços de exames laboratoriais remotos 24 horas para farmácias, clínicas e consultórios médicos e outros estabelecimentos de saúde em todo o Brasil.    

Sobre IgM/IgG reagente, esclarece o Hilab:  

IgM é o anticorpo de fase aguda contra infecções, é a primeira defesa do corpo contra vírus e bactérias nocivos ao organismo. Ter um resultado do exame de Coronavírus IgM reagente, significa, portanto, que provavelmente você está com a COVID-19 e que o organismo dele está lutando contra a infecção. O resultado, também reagente para IgG, indica que o seu organismo está produzindo os anticorpos que atuam na fase mais tardia da infecção. O resultado IgM reagente e IgG reagente sugere, portanto, infecção recente.  

Em sua manifestação, o médico Cláudio afirmou que “após o período de quarentena e melhora dos sintomas, todos os casos confirmados são liberados do isolamento”.  

Fato: Anelisa testou positivo no dia 12 de junho.

A pergunta que não quer calar: o resultado do teste rápido a que se submeteu apontou IgM/IgG reagente, ainda assim estaria ela liberada da quarentena e dispensada do isolamento domiciliar?

É possível afirmar com precisão e rigor médico que um dia após testar positivo, Anelisa já estaria curada, livre da carga viral? Ela já pode retomar sua vida normal, manter seus relacionamentos sociais, familiares e de trabalho, segura de que não transmite mais o vírus da covid-19?  

Caso o doutor Cláudio queira, poderia preencher o espaço de desinformação, que seria este site, com informações técnicas. Certamente a população agradeceria penhoradamente. Fica a sugestão!

O outro lado - entramos em contato com o médico Cláudio no numero informado pelo setor de atendimento a paciente com suspeita com de covid-19, mas não fomos atendidos. 

 

image

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT