Segunda-feira, 15 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 10 de Março de 2021, 18:32 - A | A

10 de Março de 2021, 18h:32 - A | A

POLÍTICA / TANGARÁ DA SERRA

MPE notifica prefeito Vander para não permitir ingerência de Alceu Grappegia no Samae

Edésio Adorno
Tangará da Serra



O prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), tentou emplacar Alceu Grappegia no comando do Samae. O empresário não pode ser nomeado por não preencher o requisito escolaridade. Para o cargo de diretor geral é exigido curso superior completo.

Masson mandou um projeto de lei para o legislativo municipal propondo alteração na lei. Os vereadores, no entanto, rejeitaram a proposta de lei.  Vander não seu por vencido. Nomeou Lucio Justi, que era diretor operacional da autarquia, para o cargo de diretor geral.

Mas quem de fato exercia atos de gestão na empresa era Grappegia. Justi era e continua sendo apenas uma figurante no quadro de diretores da empresa.  

Foto: Andrea Lobo

grappegia.jpg

 

Ao tomar conhecimento da situação anômala na gestão do Samae, a Promotora de Justiça Fabiana da Costa Silva Viera, que oficia na 3º Promotoria Cível de Tangará da Serra, emitiu uma notificação recomendatória ao prefeito Vander Masson no sentido de se abster de ordenar ou permitir que Alceu Grappegia exerça atos de autogestão na autarquia municipal  

Em um trecho da Notificação Recomendatória ao prefeito Vander, a promotora escreveu:

“excetuando os casos autorizados em lei, em caráter imediato, abstenha-se de ordenar ou permitir que o Sr. Alceu Grappegia (...) desempenhe funções típicas de autoadministração da autarquia".

A representante do MPE também recomenda que o chefe do executivo não permita que Grappegia dirija ou faça uso dos veículos do Samae.    

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT