Domingo, 14 de Julho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 02 de Março de 2021, 00:28 - A | A

02 de Março de 2021, 00h:28 - A | A

POLÍTICA / TENTATIVA DE GOLPE

Neurilan pede ao TRE adiamento de eleição em Torixoréu para tentar salvar candidato aliado

Edésio Adorno
Cuiabá



  O presidente da Associação dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, encaminhou um pedido ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Gilberto Giraldelli, para suspender por prazo indeterminado a eleição suplementar definida pela Corte Eleitoral para o próximo dia 11 de abril em Torixoréu.  

Embora recheado com o conteúdo caramelizado de suposta preocupação com o avanço da pandemia do novo coronavírus, o pleito de Fraga deve ser rejeitado. Não existe a menor chance dos magistrados do TREE alterar a Resolução 274, publicada no Diário da Justiça, no último dia 27 de janeiro, que definiu a realização da suplementar no dia 11 de abril.  

A AMM é uma instituição política e seu presidente Neurilan Fraga, que tem lá suas preocupações com o controle da propagação da covid-19, se esforça mesmo é para viabilizar um pedido que recebeu da prefeita reeleita e impedida de tomar posse, Inês Coelho.

Inês defende o adiamento da eleição como forma de tentar salvar a candidatura a prefeito de seu ex-vice Ademilson Queiroz, que assistiu o esfarelamento do grupo político, ao qual pertence e era liderado pelo ex-prefeito Odoni Mesquita, que morreu de covid-19.

Ademilson caminha praticamente sozinho. Ele não congrega e não foi capaz de manter a unidade do grupo, sendo que suas principais lideranças já declararam apoio ao candidato de oposição, o engenheiro Jonnes Saggin.  

Os juízes do TRE jamais cairão nessa cilada ou arapuca. Pretender usar os membros da Corte Eleitoral para atender interesses políticos é muita pretensão de Fraga.

INFORME PUBLICITÁRIO ALMT

CUIDADOS COM A COVID-19  

No pleito do ano passado compareceram às urnas 2.832 eleitores.

É plenamente possível realizar o pleito sem colocar em risco a saúde da população. Basta usar máscara, manter o distanciamento, evitar a aglomeração e o candidato eleito se abster de realizar evento de comemoração.  

Mais caro e penoso para a população é manter no comando da prefeitura um prefeito não eleito, sem respaldo popular, cercado de “cobras criadas” e sem segurança para efetivamente governar. O numero de eleitores é extremamente baixo.

Adiar a eleição por tempo indeterminado sob o argumento asfarrado de Neurilan seria um desastre para cidade, que já sofreu muito nas mãos dos últimos gestores – Odoni e Inês.

POSSE DO ELEITO

Assim que a justiça eleitoral proclamar o resultado das urnas, o eleito será diplomado e imediatamente será empossado no cargo de prefeito. Pessoas ligadas ao candidato Queiroz estariam espalhando nas redes sociais a falsa informação de a posse do eleito aconteceria em maio ou junho. Pura balela, fake news grostesco! 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT