Domingo, 16 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 05 de Dezembro de 2020, 01:10 - A | A

Sábado, 05 de Dezembro de 2020, 01h:10 - A | A

O SONHO É A ALMT

Prefeito reeleito de Campo Novo mira eleitorado de Tangará

Edésio Adorno
Tangará da Serra

Nas eleições do último dia 15 de novembro, Rafael Machado (PSL) foi reeleito prefeito de Campo Novo do Parecis. Ele derrotou seu principal oponente, Pim (PSD), com uma diferença apertada de 493 votos.  

Machado conquistou apenas 38,39% dos votos válidos.  

Seus adversários, juntos, saíram das urnas com 59,98% dos votos dos eleitores de Campo Novo (Pim 35,43% e Clovis 24,55%).

Em números absolutos, Rafael, que teria usado às escâncaras a máquina pública, foi o grande derrotado do pleito.  

Mesmo com essa votação pífia e antes de assumir o 2º mandato para o qual foi eleito sob o protesto de quase 60% do eleitorado, Rafael já colocou o bloco na rua e articula sua eventual candidatura de deputado estadual.  

A pressa de Rafael em viabilizar seu nome para deputado estadual tem uma explicação e se baseia num roteiro já conhecido.

Em 2008, Wilson Santos foi eleito prefeito de Cuiabá com o compromisso negociado de dividir o mandato com seu vice Chico Galindo. Santos renunciou ao mandato em 2010 sob pretexto de concorrer ao governo do estado.  

A história de Machado é muito semelhante. Para conquistar o 2º mandato de prefeito, ele precisou negociar bem negociado com o produtor rural Toninho Brolio. A duplicata tem data de vencimento estabelecida para 2022.

A saída de Machado é sair do cargo de prefeito quando chegar a hora marcada e tentar conquistar uma cadeira de deputado.  

Para chegar lá, Machado sabe que os votos de Tangará da Serra serão imprescindíveis.

Tanto sabe que já começou amassar o barro na cidade e dialogar com lideranças políticas, empresarias e do setor produtivo.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT