Domingo, 16 de Junho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 02 de Abril de 2020, 23:42 - A | A

Quinta-feira, 02 de Abril de 2020, 23h:42 - A | A

FIM DA JANELA PARTIDÁRIA

PSL em Tangará pode não lançar candidatos a vereador

O vereador Ronaldo Quintão, que preside a Câmara Municipal, desagregou o PSL e praticamente sepultou seu projeto de reeleição.

EDÉSIO ADORNO
Tangará da Serra

A filiação de Ronaldo Quintão ao PSL provocou uma revolta em parte dos pré-candidatos a vereador do partido. Esta semana, dez pré-candidatos deixaram a agremiação de Luciano Bivar. Com isso, nos bastidores a previsão é de que o partido não se viabilize.

Com a possibilidade de não ter chapa para concorrer pelo PSL, Quintão deve se filiar nesta sexta-feira a algum partido. A preferência dele é por algum que não tenha em seus quadros qualquer vereador já no mandato – A explicação é simples: Quintão foi o menos votado nas eleições 2016. Por isso, quer uma chapa com candidatos iniciantes, que não ofereçam riscos ao seu projeto de reeleição.

Entre os caminhos possíveis está o PL, que não tem nenhum vereador de mandato entre seus filiados. Outra possibilidade para Quintão seria o DEM.

Outros vereadores

Na dança das cadeiras desta semana, outros vereadores também trocaram de partido: Carlinho da Esmeralda se filiou ao Podemos, e Professor Sebastian se filiou ao PTB.

Filiações retroativas na mira da Justiça Eleitoral

A partir da próxima semana a Justiça Eleitoral começará a receber denúncias de filiações com data retroativa. A prática ilegal consiste em aproveitar o período que os partidos têm para o envio da lista à Justiça Eleitoral para continuarem a filiar pré-candidatos. Este ano a Justiça Eleitoral terá atenção redobrada para a ilegalidade.

E você eleitor, pode ajudar. Se for convidado por algum partido político após o dia 04 de abril, denuncie. Baixe o aplicativo Pardal e ajude a Justiça Eleitoral a fiscalizar as campanhas eleitorais.

Nas denúncias feitas por meio do Pardal deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos (prints das conversas por WhatsApp, por exemplo) ou áudios.

A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança. As denúncias ajudarão o trabalho do Ministério Público Eleitoral (MPE).

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT