Terça-feira, 18 de Junho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 17 de Setembro de 2020, 19:40 - A | A

17 de Setembro de 2020, 19h:40 - A | A

POLÍTICA /

Robson Silva, porque Alta Floresta precisa avançar!

Edésio Adorno
Cuiabá



O pioneiro arrojado, que enfrentou os desafios de uma região praticamente inexplorada, Robson Silva, chegou em Alta Floresta no ano de 1978, um ano antes de sua emancipação político-administrativo. Determinado, abriu clareiras na floresta, construiu estradas, desbravou e superou obstáculos. Venceu pela força do trabalho.  

Silva não é o único protagonista da mais vibrante epopeia de ocupação da floresta tropical na década de 1970. Ariosto da Riva, sem ufanismo, pode ser considerado um bandeirante dos tempos modernos. Ele rasgou a Amazônia Legal e fundou a cidade de Alta Floresta.  

Nos anos 80, a economia do município, que se baseava na criação de gado, na agricultura e no comércio, encontra na descoberta do ouro um novo componente. Nesse período, Alta Floresta chegou a ter mais de 100 mil habitantes.  

Robson Alta Floresta 2.jpg

 

Ao longo desses mais de 40 anos de existência, vários gestores passaram pelo comando da prefeitura. Cada um, ao seu estilo, modo e tempo, contribuiu para com a estruturação da cidade, edificação de obras, construção de pavimentação asfáltica, ampliação dos serviços de saúde e educação. Mas foi durante a gestão do prefeito Robson Silva, entre 1993 a 1996, que Alta Floresta foi transformada em cidade moderna, com direito a fama e prestigio nacional.  

A juventude talvez não saiba e exatamente por isso não consegue mensurar a importância do papel singular que Robson Silva protagonizou na construção da história de Alta Floresta. Foi um prefeito visionário, arrojado com um olhar focado no futuro.

Suas realizações estão por todas as partes do município, seja na área urbana ou na zona rural. Silva fez por Alta Floresta, seja como prefeito, empresário, cidadão ou como deputado estadual, nos momentos que assumiu como suplente.  

Não falo, melhor, não escrevo em tese e nem segundo informações repassadas por terceiros. Minha família chegou em Alta Floresta no final de 1985. Alguns meses depois, seguiu para Apiacás. Tive a sorte de ser o editor do primeiro jornal imprenso que levava o nome do futuro município de Apiacás, que foi desmembrado de Alta Floresta e emancipado em 1988.  

Osvaldo Paiva e João Teixeira eram os poderosos representantes da região na Assembleia Legislativa.

robson alta floresta 3.jpg

 

Teixeira foi eleito deputado federal, se tornou amigo e de Collor e junto com ele caiu em desgraça política para nunca mais se levantar. Paiva se deslumbrou com o poder, se entregou ao luxo, a vaidade e a esbórnia política.  

Robson Silva seguiu seu caminho. Fazer, construir e trabalhar pelo crescimento de sua cidade e pela melhoria das condições de vida da população parecer ser sua vocação.  

No dia 15 de novembro, Robson se submete ao escrutínio popular. O senhor, o dono do destino de Alta Floresta, vai dizer sim ao trabalho comprovado, a competência administrativa, a experiência exitosa, ou vai optar pelo retrocesso ou ainda mergulhar numa temerária aventura. Você decide, o destino de sua cidade está em suas mãos!  

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT