Domingo, 14 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2021, 17:31 - A | A

27 de Janeiro de 2021, 17h:31 - A | A

POLÍTICA / BOATO

Site especializado em fake News implode narrativa da esquerda sobre gastos do governo com alimentação

Bolsonaro gastou R$ 15 milhões com leite condensado e R$ 2 milhões com chicletes no cartão corporativo?

Edesio Adorno
Tangará da Serra



O site Boatos.org,  que é uma publicação especializada no combate a fake news, checou a avalanche de comentários que circulam nas redes sociais sobre os gastos do governo federal com alimentação. As versões que pipocam no Facebook, grupos de Whatsapp e Twitter , além de absolutamente divorcidas da realidade, refletem a disposição de parlamentares da esquerda de aproveitar da cortina de fumaça construida pela grande imprensa para enfraquecer, desestabilizar e, quem sabe, derrubar o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Leia a matéria do Boatos.org:

Bolsonaro gastou R$ 15 milhões com leite condensado e R$ 2 milhões com chicletes no cartão corporativo? Pois é, pessoal, vamos devagar com o andor. É fato que o governo federal gastou os tais R$ 15 milhões com leite condensado e R$ 2 milhões com chicletes em 2020. Porém, não é verdade que os gastos sejam “de Bolsonaro” e muito menos as compras foram feitas com o cartão corporativo da Presidência da República.

A grande questão nas postagens que estão circulando na web é que estão atribuindo ao presidente um gasto que, diretamente, não é dele. Na realidade, os gastos (como aponta o Painel de Compras do Ministério da Economia) são de órgãos do governo federal. A maior parte dos gastos com alimentação é do Ministério da Defesa, que apontou ao Metrópoles que serviram para um contingente de 370 mil pessoas.  

O Cartão Corporativo da Presidência da República não foi utilizado para as compras em questão e, claro, toda essa quantidade de leite condensado e chicletes não foram consumidas por Bolsonaro ou mesmo pela Presidência da República. É importante citar que não há dados de gastos alimentícios do órgão no Painel de Compras.  

Resumindo: a história que aponta que foi Bolsonaro que gastou R$ 15 milhões com leite condensado e R$ 2 milhões com chicletes no Cartão Corporativo é falsa. Os dados são referentes a gastos gerais do governo e as compras foram, em sua maioria, feitas pelo Ministério da Defesa.  

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT