Domingo, 14 de Julho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 17:14 - A | A

14 de Maio de 2024, 17h:14 - A | A

POLÍTICA / ABUSO DO CONSUMIDOR

Super Mais é suspeito de propaganda enganosa e de fazer sangrar o bolso do consumidor

Consumidores de Tangará da Serra estariam sendo lesados com preços acima do anunciado em campanha promocional

Da Redação
A Bronca Popular



super mais 1.jpg

 

O Super Mais Supermercado inaugurou uma nova loja em Tangará da Serra em 21 de fevereiro de 2024. Diante de uma plateia composta por convidados ilustres, autoridades, consumidores e imprensa, os proprietários do empreendimento anunciaram que a política da empresa prioriza a estrita conformidade com a legislação, o respeito ao consumidor e a garantia de preços justos.

Entretanto, na prática, a postura dos donos do Super Mais revela-se uma grande falácia, escondendo a voracidade com que exploram o consumidor e a audácia com que desrespeitam o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

A empresa adota uma agressiva estratégia de propaganda enganosa, anunciando quatro produtos com preços promocionais, mas mantendo os valores acima do anunciado nas prateleiras e no caixa.

A reportagem recebeu denúncias e constatou in loco a propaganda enganosa veiculada pelo Super Mais, diante dos olhos do Procon, Promotoria de Defesa do Consumidor e Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon).

A situação é grave, exigindo fiscalização rigorosa por parte dos órgãos de controle. "O consumidor lesado tem o direito à reparação, inclusive com acréscimo de danos morais", segundo observação de um advogado especializado na área consumerista.

Preço do Arroz

PANFLETO.jpeg

 

No panfleto promocional, o Super Mais anuncia o arroz Kumbuca, pacote de 5kg a R$ 20,47. Nas prateleiras e no caixa, o produto custa R$ 23,99, uma diferença de R$ 3,52 a mais para o consumidor.

Já o arroz Super Mais é anunciado por R$ 19,49, mas no caixa é vendido por R$ 23,49, com uma diferença de R$ 4,00.

Carona na calamidade do Rio Grande do Sul

PANFLETO LEITE.jpg

 

A catástrofe climática no Rio Grande do Sul gerou a expectativa de alta nos preços do arroz, pois aquele estado é o maior produtor do cereal no Brasil.

O governo federal anunciou a importação de arroz para manter os preços estáveis e evitar o racionamento.

O Super Mais Supermercado, por motivos desconhecidos, aproveitou-se da situação e anunciou o arroz com um preço e está vendendo por um valor muito acima do anunciado na propaganda. Essa prática, em tese, configuraria crime contra a economia popular.

Leite

O leite Lacbom foi anunciado por R$ 4,88, mas no caixa o preço pago pelo consumidor foi de R$ 5,89, uma diferença de R$ 1,01.

Sabão em pó

sabão.jpg

 Na propaganda, R$ 8,49; Na prateleira, R$ 8,98: consumidor lesado

No panfleto e no Instagram do Super Mais, o sabão em pó da marca Omo é anunciado por R$ 8,49, mas o preço no caixa é de R$ 8,98.

A diferença de R$ 0,49 centavos pode parecer pequena, mas dependendo do volume de produtos comercializados, o impacto na economia popular pode ser significativo.

O panfleto promocional do Super Mais Supermercado é válido até 15 de maio.

Os consumidores de Tangará da Serra exigem uma resposta rápida, eficiente e eficaz do Procon, Decon, MPF e MPE. 

super mais instagram.jpg

 

O caso requer uma auditoria para dimensionar a extensão do prejuízo causado aos consumidores.

É evidente que aqueles que se sentirem lesados têm direito à indenização, além de eventuais danos morais.

"Cabe aos órgãos de defesa do consumidor buscar identificar o quantitativo de clientes que foram lesados pela propaganda enganosa do Super Mais. Não é crível que as autoridades assistam a tudo isso e não tomem providências para cessar o dano, evitar novos crimes contra a economia popular e punir o estabelecimento pelos danos causados a população", conclui o advogado consultado pela reportagem. 

Nas fotos abaixo, os cupons fiscais que comprovam o pagamento acima dos preços anunciados pelo Super Mais Supermercados

image
image
image
image
image

Comente esta notícia

Maria 18/05/2024

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

positivo
0
negativo
0

Jaquelina 15/05/2024

Supermercado golpista

positivo
0
negativo
0

Claudecir 15/05/2024

Hoje ainda fui nesse estabelecimento pra ver se era verdade e pra surpresa de zero pessoas, era! Atenção pessoal de Tangará o golpe está ai, cai quem quer!

positivo
0
negativo
0

Fabiola 15/05/2024

Antendiwmento pécimo e pessoa mal preparadas

positivo
0
negativo
0

Julio Sergio 15/05/2024

Supermercado chegou agora na cidade e já tá fazendo cagada com o povo

positivo
0
negativo
0

Bruno 15/05/2024

Supermercado pessimo

positivo
0
negativo
1

Anderson Nogueira 15/05/2024

Inadmissível uma atitude como essa! Se aproveitam da ingenuidade do consumidor pra tirar proveito

positivo
1
negativo
0

Cristino Antunes 15/05/2024

Não coloco mais meus pés neste local

positivo
1
negativo
0

Osvaldo Vasques 15/05/2024

Esse mercado presta um desserviço para sociedade com essas atitudes!!

positivo
1
negativo
0

Jonas 15/05/2024

Esse supermercado faz isso direto…nao ponho mais meus pés lá e aconselho outros a fazerem o mesmo

positivo
1
negativo
0

27 comentários

1 de 3
Última

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT