Quarta-feira, 12 de Junho de 2024

POLÍTICA Domingo, 22 de Novembro de 2020, 21:49 - A | A

Domingo, 22 de Novembro de 2020, 21h:49 - A | A

PANDEMIA CORONAVÍRUS

Tangará da Serra tem taxa de 53% de ocupação de leitos covid-19 no hospital municipal

Da Redação
Folha Max

Coronavírus_Crédito Mauricio Bazilio-SES.JPG

 

Apesar da redução das mortes por covid-19 em Mato Grosso - foi apenas uma nas últimas 24 horas -, a situação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) ainda é para alerta em 5 cidades. A situação é mais complicada em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) e Sorriso (420 km ao norte).

Segundo o boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde neste sábado, foram 243 novos casos de covid-19 em 24 horas, com uma morte, chegando a 4.082 óbitos em decorrência da doença.

No entanto, em 6 municípios a ocupação das UTIs está acima dos 50%. No Hospital Regional de Rondonópolis são 10 vagas, mas 12 pessoas são atendidas nas UTIs covid. No Hospital Regional de Sorriso a ocupação é de 100%, com as duas vagas ocupadas.

UPA TGA coronavirus.jpg

 

A taxa de ocupação também é alta no Hospital São Luiz, em Várzea Grande, que tem 60% dos leitos com pacientes de covid-19. Logo depois vem a Santa Casa de Rondonópolis, que tem 55% de ocupação, seguido pelo Hospital Municipal de Tangará da Serra (239 km a médio-norte), com 53,85% dos leitos de covid ocupados e o Hospital Municipal de Campo Verde (131 km ao sul), que tem taxa de ocupação de 50%.

 

Apesar da taxa de ocupação alta nessas unidades, a média do estado é de 33%, o que significa que dos 403 leitos de UTI adulta para covid, 133 têm pacientes ocupando. Já a taxa de internação nas enfermarias em Mato Grosso é de 14%.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT