Terça-feira, 18 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 19 de Dezembro de 2020, 09:44 - A | A

19 de Dezembro de 2020, 09h:44 - A | A

POLÍTICA / JOGO DE BASTIDORES

Três vereadores disputam presidência da Câmara de Tangará da Serra

Edésio Adorno
Tangará da Serra



Fabão Rogerio e Eduardo.JPG

 

O legislativo de Tangará da Serra tem 14 assentos. No pleito do último dia 15 de novembro, a renovação foi de 50%.  Sete vereadores foram reeleitos. Hélio da Nazaré (PSD); Dona Neide (PSDB); Sandra Garcia (PSDB); Fábio Brito “Fabão” (PSDB); Professor Sebastian (PTB) e Rogério Silva (DEM) formam a bancada dos veteranos. Juntos, eles tiveram 4.624 votos.  

Os novatos, igualmente juntos, tiveram 5.700 votos. 1.076 sufrágios a mais do que os que conseguiram se reelegerem.

Davi Oliveira (PSB); Eduardo Sanches (PSL); Edmilson Porfírio (Pode); Nivaldo Leiteiro (Pode); Elaine Antunes de França (Pode); Ademir Anibale (MDB) e Doutor Bandeira (PDT) representam a renovação na Câmara de Vereadores.

No dia 1º de janeiro haverá a posse dos vereadores e do candidato eleito prefeito Vander Masson (PSDB).

Ato contínuo, os parlamentares se reúnem e elegem a Mesa Diretora da Câmara para o biênio 2021/2022. Qualquer um dos 14 vereadores tem plena legitimidade para assumir o comando da Casa Legislativa. Essa legitimidade decorre da soberania do voto popular. Supor que esse ou aquele vereador não tem o perfil ideal de gestor é subestimar o resultado das urnas e faltar com o respeito ao eleitor. 

Na Câmara não existe vereador com mais ou menos prerrogativa. Todos que passaram pelo crivo das urnas estão habilitados a exercer qualquer cargo de direção da Casa, inclusive de presidente da Mesa Diretora. É uma decisão interna corporis. O chefe do executivo, querendo, pode interferir no processo e tentar eleger presidente um vereador de sua base de apoio. Isso é normal.

Davi Oliveira vota.jpg

 

Dentre os 14 vereadores, três se articulam pela presidência da Câmara.  Fábio Brito “Fabão” (PSDB); Rogério Silva (DEM) e Eduardo Sanches (PSL) estão na peleia. Correndo por fora, Davi Oliveira (PSB) também almeja a chefia do Legislativo Municipal.

Dessa disputa, o eleitor participa como mero expectador. Qualquer um deles que for eleito, já teve o respaldo antecipado das urnas, no último 15 de novembro. Os nomes postos podem não agradar sicrano ou beltrano, mas agradou o soberano e dono do poder nas democracias - Sua Excelência, o eleitor. O resto é conversa de insatisfeito com o resultado das urnas. 

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT