Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 01 de Julho de 2020, 08:57 - A | A

Quarta-feira, 01 de Julho de 2020, 08h:57 - A | A

Abandonou a esquerda

Marcos Figueiró um dos nomes de destaque da direita tangaraense já foi militante comunista

Da Redação

O jornalista Marcos Figueiró disse que não se incomodou com a repercussão de uma fotografia sua ao lado da então pré-candidata a presidente, Dilma Rousseff. A imagem correu os grupos de Whatsapp na terça-feira, dia 30, especialmente os grupos dos bolsonaristas. A foto é de uma página do Jornal Diário da Serra, de 03 de março de 2010, quando Figueiró era comunista.

“Desde os temos de escola eu fui atraído pelas idéias de esquerda. Depois, no ensino médio, comecei a militar o movimento estudantil e a relação com aquelas pessoas me inseriu mais profundamente no marxismo. Não tinha ninguém ali que não fosse filiado ao PT, PCdoB ou ao partidão (PCB/PPS). Aos dezoito anos eu me filiei e fiquei lá por treze anos. Foi muito tempo não apenas votando nesse povo, mas fazendo contribuições financeiras mensais. Eu militava de graça e participava de eventos e congressos, inclusive como delegado em convenção nacional, representando Mato Grosso. Eu tenho muito trabalho a fazer para me redimir disso tudo”, conta.

Em sua página no Facebook, Marcos Figueiró não esconde seu passado. Em artigo fixo na página, conta sua história sob o título “Da esquerda para a direita, um pouco da história do jornalista Figueiró”. Ali, revela a transição para as idéias conservadoras. “Foi líder estudantil tendo presidido por dois mandatos o Movimento Estudantil Tangaraense e por um mandato foi vice-presidente da Associação Mato-Grossense dos Estudantes Secundaristas.

Na época, atraído pelas ideologias de esquerda filiou-se ao antigo PPS, tendo permanecido no partido por 13 anos. Presidiu a Associação Tangaraense de Imprensa e o Conselho Municipal de Cultura, e formou-se em direito pela Unic. Sua vida mudou completamente depois de conhecer o trabalho do filósofo Olavo de Carvalho, a quem é imensamente grato. É aluno eventual do Curso Online de Filosofia do Professor Olavo desde 2014”, diz trecho da descrição.

Figueiró comunista 2.jpg

 

Como líder da direita, Marcos Figueiró já tem história para contar. Bolsonarista convicto, foi um dos fundadores do Patriota e depois do PSL em Tangará da Serra. Em 2017 foi membro da Executiva Estadual do Patriota. E em 2018 integrou a Comissão Organizadora da Campanha de Jair Bolsonaro à Presidência em Mato Grosso. Atualmente é presidente do Patriota em Tangará da Serra.

“Como o professor Olavo diz, nada se odeia tanto quanto as idéias que se abandona. Eu tenho plena consciência de que ao militar na esquerda eu era conivente com o mal que a esquerda fazia, com o mal que as ditaduras comunistas fizeram e fazem pelo mundo. Eu sei disso e hoje voluntariamente eu dedico parte do meu tempo para tentar desfazer. Não sei se eu vou conseguir, mas se não for possível, só peço ao bom Deus que me perdoe. Da minha parte eu sei que vou até o fim da minha vida lutando contra a esquerda. Vou fazer a minha parte”, afirma Figueiró.

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT