Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 17 de Junho de 2020, 20:21 - A | A

Quarta-feira, 17 de Junho de 2020, 20h:21 - A | A

TANGARÁ DA SERRA

Prefeito escamoteia a verdade e não admite que barrou remoção de paciente covid-19 para Cuiabá

EDÉSIO ADORNO

Em uma longa manifestação no Facebook, Junqueira denunciou a existência de um Comitê do Ódio em Tangará da Serra, reclamou de comentários apimentados nas redes sociais contra sua gestão. Sobre o caso do paciente que foi regulado para uma UTI do Hospital São benedito, mas que teve a transferência barrada por sua determinação, Junqueira apresentou uma versão inverossímil.  

“Informo que no nosso hospital já houve atendimento de pessoas de Barra do Bugres, Denise e inclusive hoje o paciente entubado em nosso hospital e que tanto a mídia do gabinete do ódio em nossa cidade explorou de que impedimos a remoção para Cuiabá, o que não é verdade, nem é de Tangará da Serra. É do Município de Curvelândia”.  

Fábio falseia os fatos, mas deixa escapar uma verdade. Ele admite a existência de paciente entubado na URA.

No entanto, falta com a verdade quando diz que o paciente impedido de ser removido para Cuiabá seria de Curvelândia.

Em verdade, Junqueira não deixou ser transferido para Cuiabá o pastor Reginaldo Pereira de Jesus, que estava regulado para o Hospital São Benedito.

Junqueira sabe disso, mas é da índole dele maquiar a verdade para manipular a opinião pública.

O paciente de Curvelândia a que se referiu Junqueira foi transferido para Cuiabá na madrugada desta quarta-feira, conforme este site noticiou. O pastor, que perdeu a vaga em UTI de Cuiabá, continua entubado no Hospital Municipal.   

Comente esta notícia

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT