Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2021, 13:21 - A | A

29 de Janeiro de 2021, 13h:21 - A | A

POLÍTICA / DESCASO TOTAL

Secretário de Saúde de Alta Floresta se nega a fornecer oxigênio para mulher em tratamento domiciliar

Edésio Adorno
Cuiabá



Além da pandemia do novo coronavírus, a saúde pública de Alta Floresta – município polo da região norte do estado – enfrenta verdadeiro pandemônio causado pela falta de gestão do secretário Lauriano Antônio Barella, sem que o prefeito Chico Gamba (PSDB) tome alguma providência.  

O caso – uma paciente curada de covid-19, que não apresenta nenhuma outra doença que justifique sua presença em leito de enfermaria do Hospital Regional, já deveria ter sido transferida para sua residência.  

A mulher, no entanto, apresenta dificuldade respiratória e deve fazer uso de oxigênio. Procurado por médico, enfermeiras e familiares da paciente, Barella disse que o oxigênio somente seria liberado na próxima 2º segunda-feira (01/02), depois de avaliação técnica.

Zangadinho com as reclamações que recebeu, Barella ameaçou profissionais da saúde e, de forma arrogante, prometeu denunciá-los a direção do Hospital Regional de Alta Floresta. Ele cobra civilidade, respeito e urbanidade nas relações com sua equipe da pasta, que deveria gerir.

No grupo de WhatsApp, Termômetro Político Nortão, a ativista digital Lilian Leal disparou duras cobranças a Barella para que seja providenciado o oxigênio para a mulher.

“O leito de enfermaria não pode permanecer ocupado por paciente que tem condições de ser assistido em casa. Esse leito pode salvar vidas de pessoas em estado grave de saúde, seja de covid-19 ou de outra doença”, afirmou ela. “Pedimos que o prefeito Chico Gamba analise esse caso com atenção e resolva o problema dessa paciente”, concluiu.  

Horas depois, diante da negativa de Barella, a família da paciente comprou com recursos próprios, o oxigênio para que a paciente seja transferida para sua residência.  

Vereadores – pelo lado da Câmara Municipal, o silêncio é paralisante. Durante a campanha eleitoral, o que se via e ouvia nas ruas, botecos, redes sociais era discursos de suposta defesa dos interesses da população.

Por sorte dos vereadores língua presa, a paciente que precisa de oxigênio não é mãe do secretário de Saúde e de nenhum parlamentar.  

MPE – diante da fragorosa omissão dos vereadores e da inércia de Barella, a população espera que o MPE se inteire da situação e faça o que precisa ser feito para garantir serviço de saúde de qualidade para os moradores de Alta Floresta e região.  

Comente esta notícia

ROGERIA 29/01/2021

ATÉ QUANDO TEREMOS ESSE “BARRELA” NA SECRETARIA DE SAÚDE? PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR? ALTA FLORESTA TEM PREFEITO ?? CADÊ O PREFEITO ?? MINISTÉRIO PÚBICO POR FAVOR AJUDE A POPULAÇÃO DA NOSSA ALTA FLORESTA, AFASTEM ESSE SECRETÁRIO DA PASTA OU AFASTEM O PREFEITO , POIS OS DOIS JÁ BRINCARAM DEMAIS COM A SAÚDE DO NOSSO POVO. ESSE “BARRELA “ E SUA EQUIPE DE ASSESSORES INCOMPENTENTES JÁ MOSTRARAM QUE NÃO SABEM E NÃO TEM RESPEITO PELO NOSSO POVO . PERGUNTA PARA OS UNIVERSITÁRIOS ? SE A PACIENTE PRECISA DE USO CONTINUO DE OXIGÊNIO PARA SOBREVIVER , O QUE ACONTECERIA COM ELA ATÉ SEGUNDA FEIRA ?( prazo que o tal BARRELA pediu) VEREADORES CADÊ VCS ??? SOCORROOOOOO.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

(65) 99978.4480

[email protected]

Tangará da Serra - Tangará da Serra/MT